Sábado , Janeiro 23 2021
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Peugeot 3008DKR dominam nas alturas
Peugeot 3008DKR  dominam nas alturas

Peugeot 3008DKR dominam nas alturas

 

 

No final de uma etapa muito seletiva, durante o qual as equipas atingiram o ponto mais elevado da prova, aos 4900 m, os PEUGEOT 3008DKR assinaram a sua primeiro tripla em Especiais, com as duplas Loeb/Elena, Sainz/Cruz e Peterhansel/Cottret a assumir os três primeiros lugares na Classificação Geral.

 

 

  • Foi nesta 3ª Etapa que o Dakar viu a sua dificuldade aumentada com a altitude. O percurso do dia (364 km de Especial, dividida em duas secções) foi simultaneamente longo e desafiante a vários níveis, tendo rreservado as primeiras dificuldades de navegação aos co-pilotos, enquanto as máquinas tiveram de lidar com os efeitos da falta de oxigênio.

 

  • Partindo com cautela no início do rali, Stéphane Peterhansel posicionou-se no início desta Especial como ponta de lança do Team Peugeot Total. Não só garantiu o tempo mais rápido, como deu um salto espetacular na classificação, passando de 7º para o 3º lugar.

 

  • Líder no final da 2ª Etapa, Sébastien Loeb viveu agora um dia mais delicado, já que abria a estrada. A sua evolução foi perturbada por um furo no início da segunda secção, mas mantém-se no topo da Classificação Geral, com 42 segundos de avanço sobre Carlos Sainz.

 

  • Os PEUGEOT 3008DKR atingiram nesta Etapa (em ligação) o ponto mais alto da prova, a 4960 m de altitude. Com impacto direto no funcionamento dos motores, a rarefação do ar a tal altitude sentiu-se, também, nos organismos, como explica Cyril Despres no podcastdedicado, em que refere como foi a sua preparação.
  • CLASSIFICAÇÃO NA 3ª ETAPA
    1. PETERHANSEL Stéphane (FRA) / COTTRET J-P. (FRA), PEUGEOT 3008DKR, 04h18m17s
    2. SAINZ Carlos (ESP) /CRUZ Lucas (ESP), PEUGEOT 3008DKR, +1m54s
    3. LOEB Sébastien (FRA) / ELENA Daniel (MON), PEUGEOT 3008DKR, + 3m08s
    4. HIRVONEN Mikko (FIN) / PERIN Michel (FRA), Mini, + 3m57s
    5. DESPRES Cyril (FR) / David CASTERA (FRA), PEUGEOT 3008DKR, + 7m48s

     

    CLASSIFICAÇÃO APÓS A 3ª ETAPA

    1. LOEB Sébastien (FRA) / ELENA Daniel (MON), PEUGEOT 3008DKR, 6h54m56s
    2. SAINZ Carlos (ESP) /CRUZ Lucas (ESP), PEUGEOT 3008DKR, +42s
    3. PETERHANSEL Stéphane (FRA) / COTTRET Jean-Paul (FRA), PEUGEOT 3008DKR, + 4m18s
    4. HIRVONEN Mikko (FIN) / PERIN Michel (FRA), Mini, + 9m38 s
    5. ROMA Nani (ESP) / HARO Bravo (ESP), Toyota Hi-Lux, + 13m04 s

    1. DESPRES Cyril (FR) / David CASTERA (FRA), PEUGEOT 3008DKR, + 15m25s

     

     

    EM DIRETO DO BIVOUAC

     

    Bruno Famin

    «Claro que é um grande dia para a equipa! Alcançámos uma tripla ao nível da Especial e ocupamos os três primeiros lugares na Classificação Geral. Trata-se, obviamente, de um orgulho e está tudo bem. Mas esta foi apenas a primeira verdadeira Etapa deste Dakar 2017 e ainda há outras 9 como esta a percorrer. Assim, mesmo que alguns dos nossos concorrentes tenham hoje tido contratempos, há que nos mantermos focados e com a cabeça fria, como as diferenças no top 12 ainda estão curtas. Hoje foi simplesmente um vislumbre dos desafios que temos pela frente até o final do Dakar.»

     

    Stéphane Peterhansel (PEUGEOT 3008DKR #300)

    Vencedor da etapa / 3º da Geral

    «É um bom resultado global para o Team Peugeot Total. No que nos diz respeito, ganhámos a Especial. Vimos dois Toyota parados nos limites da pista, com problemas. De repente tudo mudou. Não tivemos problemas, nem o menor erro de navegação, nem qualquer tempo de paragem.»

     

    Carlos Sainz (PEUGEOT 3008DKR #304)

    2º na Etapa / 2º na Geral

    «Foi uma Etapa verdadeiramente dura e com muitas dificuldades. Perdemo-nos um pouco na primeira parte da Especial e forcei muito na segunda metade para não perder o contato na geral. Foi importante não encontrar qualquer problema. A diferença na general é muito pequena, pelo que tudo pode ainda ser feito. Ainda há detalhes a ajustar.»

     

    Sébastien Loeb (PEUGEOT 3008DKR #309)

    3º na Etapa / 1º na Geral

    «Saímos ilesos deste dia, algo que não era óbvio. Na segunda parte da Especial sofremos um furo e perdemos dois minutos para mudar a roda. Di um toque numa pedra que não vi. Estávamos a aproximar-nos do Nasser Al Attiyah, mas perdemos o contato com ele nesse momento. Nunca mais o vimos.»

     

    Cyril Despres (PEUGEOT 3008DKR #307)

    5º na Etapa/ 7º na Geral

    «Este dia começou mal. Batemos numa grande pedra à saída de um rio, no meio da poeira. Isso fez-nos arrefecer. O David fez uma boa navegação, o nosso ritmo estava bom, mas no final da primeira parte da Especial, a direção começou a ficar muito dura. Na verdade, tínhamos furado o radiador do fluido hidráulico. Tivemos, assim, algum trabalho de bricolage para tapar o furo e recomeçar. Com isso perdemos dois minutos, perdendo mais algum tempo com o atraso na apresentação à partida da segunda parte da Especial.»

 

Scroll To Top