Sexta-feira , Abril 19 2019
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Poder germânico em evidência na segunda corrida de Jerez 
Poder germânico em evidência na segunda corrida de Jerez 

Poder germânico em evidência na segunda corrida de Jerez 

 

  • Dupla Lopez/Rodriguez leva o Porsche de novo à vitória
  • Rezende/Pais do Amaral foi a melhor equipa portuguesa
  • Cinco construtores diferentes nos dez primeiros lugares

O calor de Jerez não intimidou pilotos e máquinas que, pelo segundo dia consecutivo, se lançaram para a pista e, perante muitos espectadores, criaram uma grande corrida, à boa maneira das épicas jornadas de resistência de antigamente. Em mais um confronto do Iberian Historic Endurance, a dupla Lopez/Rodriguez voltou a impor a sua força e venceu num evento que concentrou mais de 400 clássicos no paddock interior, numa verdadeira demonstração de paixão pelo automobilismo.

O Circuito de Jerez voltou a vestir o seu traje de gala para o segundo dia do evento Jerez 30 – La Leyenda, no qual as corridas do Iberian Historic Endurance foram cabeças de cartaz. Os impressionantes modelos de competição, entre Porsche, Lotus, Ford, BMW, Alfa Romeo, Mini ou Shelby, entre outros, foram, de novo, alvo de todas as atenções dos mais de oito mil espectadores presentes ao longo de dois dias de competição.

Em mais um confronto na pista andaluz, Lopez e Rodriguez dominaram este confronto em que a Porsche voltou a ser o fabricante melhor representado. Tal como na véspera, a dupla espanhola foi a primeira a levar o seu competitivo e rápido GT até à bandeira de xadrez, enquanto Pedro Rezende e Miguel Pais do Amaral repetiram, também com um Porsche, o segundo posto de sábado.

Com as duas formações a repetirem as posições da primeira corrida, Carlos Barbot, manteve a tendência e colocou o seu eficaz Lotus Elan no terceiro posto de uma hipotética classificação absoluta a que juntou o triunfo entre os H65. Mais uma vez, e apesar dos três primeiros terem sido os mesmos de sábado, a corrida teve inúmeros momentos emocionantes com várias trocas de posição e uma indefinição até final.

Numa competição constituída por GT e carros de Turismo, o publico pode desfrutar de embates entre modelos tão diferentes. Nesta corrida realizada ainda durante a manhã, os duelos foram recorrentes ao longo dos 50 minutos de competição, embora sempre com grande lisura por parte de todos os pilotos presentes. Realce, também, para o Porsche 2.5 S/T de Gutierrez, que venceu entre os H71. O Galego Perez, em Lotus Elan, e dupla Iberica Diaz/Sottomayor, em Alfa Romeo GTAm completaram este pódio.

Destaque para o Index de Performance, a competição mais importante do Iberian Historic Endurance. Nesta, Carlos Barbot foi o grande vencedor com o Lotus Elan. O piloto portuense bateu a dupla Dal Maso/Carvalhosa, no impressionante Jaguar MK2, e para a equipa Vaz/Soares, com o Datsun 1600SSS, que foram segundos e terceiros, respectivamente.

A classificação é, porém, provisória pois a organização selou os motores dos dois melhores classificados e leva-os para Portugal onde vai continuar o processo de rigorosa inspeção e selagem de motores, para, desta forma, contribuir para uma competição mais transparente e reconhecida.

Para Diogo Ferrão, responsável pela organização, o regresso a Jerez foi uma aposta ganha. “Foi um fim-de-semana de muito calor. As corridas foram mornas e, tal como avisamos na semana anterior à corrida, aproveitámos para levar mais além o nosso esforço de verificação e selagem de motores. Passámos a verificar sempre os dois primeiros. Caso existam irregularidades não teremos outra solução de deixar de os considerar gentlemen drivers e não voltar a aceitá-los nas nossas corridas”, explicou.

Esta corrida culminou um grande fim-de-semana de competição que reuniu, no coração do automobilismo da Andaluzia, mais de 110 equipas de competição integradas no Jerez 30 – La Leyenda, uma sincera homenagem à história do circuito e à forma como o desporto automóvel é apaixonante.

Concluída a ronda de Jerez, o Iberian Historic Endurance regressa à pistas entre os dias de 27 e 29 de Outubro no Algarve Classic Festival.

 

Scroll To Top