Terça-feira , Abril 23 2019
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Pole-position Grand Prix Historique de Pau alcançada nos últimos segundos
Pole-position Grand Prix Historique de Pau alcançada nos últimos segundos

Pole-position Grand Prix Historique de Pau alcançada nos últimos segundos

 

 

 

  • Pole-position definida nos últimos segundos com Alexis Raoux a efectuar o melhor tempo ao volante do Porsche 911 2.3.
  • Circuito com lotação esgotada e muito calor a contribuírem para um grande dia de corridas.
  • Abarth 750 Zagato destacou-se no Index de Performance Cuervo y Sobriños.

 

A vila de Pau encheu-se para assistir a algumas das melhores corridas de clássicos do ano. A Iberian Historic Endurance é uma das competições em destaque no fim-de-semana que hoje teve o seu primeiro dia na pista citadina. Os treinos livres e cronometrados foram o ponto alto de um programa que ficou marcado pela intensa competitividade. Alexis Raoux garantiu a pole-position por 56 milésimas.

 

A mágica vila de Pau, no sopé dos Alpes, engalanou-se para mais um fim-de-semana de paixão por automóveis e corridas. Com várias competições a partilharem o concorrido programa do Grand Prix Historique de Pau, a Historic Endurance teve os primeiros momentos em pista e ficou claro que a competição vai ser tão elevada como o ambiente vivido no paddock é de excelência.

 

Com sol e calor, os pilotos, perante bancadas cheias, tiveram um desafio extra. Na sessão de treinos livres, José Albuquerque, ao volante de um Lotus Elan, que se destacou com o melhor tempo. A dupla portuguesa ficou à frente do raríssimo Ginetta G10 – existem apenas três unidades – de Guess/Hilliard, enquanto Alexis Raoux, em Porsche, mostrava que tinha andamento para rodar com os mais fortes.

 

Quando chegou o momento da qualificação, o piloto francês aproveitou os derradeiros segundos para estabelecer um tempo canhão e acrescentar uma dose de emoção à sessão em que, antes disso, tinha Florent Cazalot na “pole” provisória com o Lotus 7 S2. Se Raoux se impôs entre os H71, Cazalot foi o melhor nos HGTP e a dupla espanhola, Martí/Boiria foi a mais rápida entre os H76 com o Porsche 911.

 

A equipa lusa da família Albuquerque não conseguiu estar tão forte como nos treinos livres, mas ainda conseguiu ditar as regras entre os H65 com um hipotético sexto tempo absoluto.

 

O público presente sentiu a emoção vivida na pista e não escondeu o entusiasmo, em particular durante a qualificação. Para Diogo Ferrão, o primeiro dia de competição da Historic Endurance foi extremamente positivo. “O espírito que se vive na Historic Endurance foi vivido em pleno neste primeiro dia do Grand Prix Historique de Pau. As equipas presentes estiveram em grande plano, com automóveis muito diferentes em pista, emoção ao mais alto nível e um dia maravilhoso, com sol e calor, que contribuiu para uma excelente jornada. Os gentlemen drivers mostraram que apesar da cordialidade e do magnífico ambiente que se vive paddock, quando chega o momento de colocar o capacete, a busca pelos melhores lugares é uma constante e por isso assistimos a espectáculos interessantes, seja nos treinos, na qualificação ou nas corridas. Com os resultados de hoje, esperamos uma corrida emocionante para amanhã”, afirmou o responsável.

 

O momento alto do fim-de-semana está reservado para amanhã com a corrida a realizar-se a partir das 12h10.

 

Scroll To Top