Sábado , Dezembro 15 2018
ÚLTIMAS
Home / BLOG / Primeira corrida muito quente
Primeira corrida muito quente

Primeira corrida muito quente

 

 

  • Volte face final dá vitória a Jorge Lopez na categoria H1976
  • Corrida disputada sem incidentes e com grande desportivismo por todas as equipas
  • Lara/Bellmont vencem 1300cc e lideram Index Performance na estreia do Mini

 

O primeiro dia do Jerez 30 – La Leyenda acabou da melhor forma com uma emocionante corrida do Iberian Historic Endurance. Mais de 35 equipas formaram uma grelha valiosa e variada que proporcionou confrontos entusiásticos e levou à definição do vencedor até à última volta.

 

As corridas do Historic Endurance regressaram, neste fim-de-semana, às pistas, em particular ao Circuito de Jerez. Mais de 35 formações apresentaram-se no traçado espanhol para mais uma jornada da conceituada competição de automóveis clássicos organizada pela Race Ready. Quase seis dezenas de pilotos, a maioria gentlemen drivers, puseram-se à prova nesta exigente pista e o resultado foi uma corrida disputada com indefinição até ao fim.

 

Durante a qualificação, Francisco Albuquerque colocou o seu nome no topo da tabela de tempos. O piloto português tirou partido do icónico Ford GT40 preparado pela ASM Team e estabeleceu a melhor marca à frente dos espanhóis Lopez/Rodriguez, que correm com um Porsche 911 3.0 RS. Os primeiros de H1971 foram Ferreira/Pina Cardoso em Ford Escort RS1600.

 

A fechar o programa competitivo deste primeiro dia de Jerez 30 – La Leyenda, realizou-se a primeira de duas corridas do Historic Endurance no traçado situado na Andaluzia. Foram 50 minutos de resistência cheios de reviravoltas na classificação em que os pilotos tinham de dar o seu melhor sem cometer erros na pista e na troca de pilotos que implicassem perda de posições.

 

O primeiro golpe de teatro aconteceu logo na partida. O detentor da pole teve um problema de transmissão quando o leading car ser preparava para dar início à corrida. Assim, o primeiro líder foi a dupla Briones (Chile)/Horm (Alemanha). No entanto, à terceira volta, o carro preparado pela Garagem Aurora Lopez/Rodriguez, passou para o comando, ganhando distância para o pelotão constituído pela equipa chileno-alemã, por Jorge Lopez, por Bastos Rezende/Pais do Amaral e por Botero/Orjuela (Colômbia).

 

A meio da corrida, foi a vez da dupla Lopez/Rodriguez abandonar, deixando o caminho livre para a vitória nos H1976 para a equipa Bastos Rezende e Pais do Amaral. Mas surgiu novo volte face exactamente na última volta com o Porsche da dupla portuguesa a perder rendimento, o que permitiu a Jorge Lopez vencer Em terceiro ficou a formação local de pai e filho, Sanchéz Alcalá..

 

“Foi uma corrida muito intensa e dura. Grande confronto com o Pedro Bastos Rezende e o Miguel Pais do Amaral. Não esperava poder passá-los, mas quando eles começaram a perder tempo, aproveitei a oportunidade”, contou o vencedor Jorge Lopez após a cerimónia de pódio.

 

Nos H1965, com a desistência do super favorito Ford GT40, Carlos Cruz, em Jaguar E, e Carlos Barbot, em Lotus Elan 26R, ultrapassaram-se várias vezes até dez minutos do fim da corrida. Nesse momento, o Jaguar E acabou por desistir. João Teves Costa e Francisco Formosinho Sanchez ficaram em segundo com o único Lotus Seven presente nesta jornada. Luís Sousa Ribeiro também obteve um resultado marcante pois pela primeira vez conseguiu chegar aos três melhores com o Ford Cortina Lotus.

 

Entre os H1971, a discussão foi renhida mas Francisco Pinto imiscuiu-se numa grelha com modelos muito variados, em que havia Porsche, Ford ou Alfa Romeo e impôs o seu BMW 2002 para ser o quinto da uma hipotética classificação absoluta. O piloto foi secundado por Miguel Vaz e Fernando Soares que, apesar de disporem de um menos potente Datsun 1600 SSS 510, bateram adversários como José Carvalhosa e Piero Dal Maso que colocaram o Porsche no terceiro posto.

 

A competição reservada aos modelos com motores até 1300cc, com quatro Minis de equipas espanholas que faziam a sua estreia no Historic Endurance animou o público presente. Foi ganha pela dupla catalã, Muset Lara/Bellmont que não escondeu a satisfação “de vencer na estreia do carro. Esta competição é espectacular”, afirmou Muset Lara após as celebrações no pódio regadas com muito champanhe. Esta equipa encontra-se, também, na frente do Indez Performance Cuervo y Sobriños.

 

Amanhã está reservada a segunda corrida do programa do Iberian Historic Endurance integrada no Jerez 30 – La Leyenda.

 

Programa Historic Endurance (Hora de Espanha +1 que em Portugal Continental)

Domingo, 11 de Setembro de 2016

13h10 – 14h00 – Corrida 2

 

Scroll To Top