Quarta-feira , Setembro 30 2020
ÚLTIMAS
Home / RALI / Rafael Cardeira abandona em Castelo Branco
Rafael Cardeira abandona em Castelo Branco

Rafael Cardeira abandona em Castelo Branco

O Rali de Castelo Branco não foi, de todo, uma prova fácil para Rafael Cardeira. Apesar do bom ritmo que imprimiu, conseguindo mesmo vencer duas especiais na prova realizada na Beira Baixa, o piloto do Sporting Clube de Portugal foi obrigado a desistir à entrada para a última especial da prova com problemas na caixa de velocidades do Renault Twingo RS.

Rafael Cardeira mantém liderança do Campeoanato de Portugal de Ralis RC5
Num primeiro dia composto por três especiais e uma super-especial citadina, o piloto da Marinha Grande imprimiu desde cedo um ritmo forte que o levou a vencer a especial de abertura da prova albicastrense. Já ao final do dia, antes da Super-Especial, e num momento em que liderava entre os RC5, Cardeira teve uma saída de estrada numa zona muito suja que quase ditou o abandono da prova. Mesmo sofrendo de uma penalização de seis minutos, que praticamente hipotecavam a luta pela vitória, a equipa de assistência trabalhou pela noite fora para conseguir colocar o Renault Twingo RS à partida para o segundo dia de competição. “A RF Competições fez um excelente trabalho ao conseguir mudar o braço da direção em tempo útil de voltarmos à estrada no segundo dia deste evento. Numa zona muito suja, e onde também tiveram problemas uma série de pilotos, acabámos por ter uma saída de estrada. Estávamos atrasados na luta pela vitória, mas sabíamos que estes tipos de imponderáveis podem acontecer a todos e foi com essa mentalidade que voltámos à estrada, sempre com vontade de lutar pelos pontos para o Campeonato”, começou por referir Rafael Cardeira.

Beira Baixa recebeu os melhores pilotos do Campeonato de Portugal de Ralis
Navegado por André Couceiro, Cardeira surgiu em prova no domingo com um espírito renovado e com vontade de voltar ao ritmo imposto nos primeiros quilómetros do dia anterior. Ao final da secção da manhã, Cardeira conseguia voltar a superiorizar-se à concorrência, triunfando na primeira passagem pela especial de Alvito. Contudo, quando faltavam apenas três especiais para o final do rali, mais problemas deixaram o piloto marinhense com dificuldades em engrenar mudanças no Renault Twingo RS. “Lutámos muito, concluímos a oitava e nona especial a um ritmo muito lento na esperança que fosse possível levar o carro até ao final mas, infelizmente, não foi possível. Na ligação para a última especial deixámos de conseguir engrenar qualquer tipo de mudança e acabámos mesmo por abandonar a prova. Foram muito azares e terminar assim é sempre inglório”, afirma o piloto.

Problemas na caixa de velocidades ditaram o abandono na prova albicastrense
Nas contas do Campeonato, Cardeira acaba por somar alguns pontos importantes que deixam tudo em aberto. “Apesar de este ter sido um rali para esquecer, nem tudo foi negativo. Somámos alguns pontos, fruto de termos sido os mais rápidos em duas das especiais, que nos permitem manter a liderança no Campeonato de Portugal de Ralis RC5.”, diz um motivado Rafael Cardeira.

A dupla Rafael Cardeira / André Couceiro volta à competição nos dias 22 e 23 de Setembro, competindo no Rali Amarante Baião, 500.ª prova do Campeonato de Portugal de Ralis.

 

Scroll To Top