Domingo , Junho 16 2019
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / RAFAEL LOBATO: DO SONHO AO PESADELO
RAFAEL LOBATO: DO SONHO AO PESADELO

RAFAEL LOBATO: DO SONHO AO PESADELO


 

Tudo parecia encaminhado para que Rafael Lobato completasse hoje, na Corrida 2 do ‘TCR Portugal 2018’, no AIA de Portimão, o objetivo ontem iniciado por Francisco Abreu, mas o destino assim não o quis. Na fase final da última volta, quando estava no 2º lugar da categoria, os travões do Peugeot 308TCR decidiram falhar, colocando fora de pista o piloto de Vila Real e deitando por terra todo o trabalho feito ao longo das restantes voltas da corrida.

 

Terminou a temporada 2018 do Team Peugeot Portugal no Campeonato de Portugal de Velocidade – TCR 2018 mas não da forma que se esperava. Após uma corrida de garra que Rafael Lobato estava hoje a fazer, tentando assegurar um lugar que lhe poderia dar – bem como a Francisco Abreu, o seu companheiro de equipa – o título de Vice-Campeão da categoria, o último setor do circuito algarvio serviria de palco de desalento para o piloto e toda a equipa Sports & You, quando uma quebra de travões fez com que o 308TCR saísse de pista para a gravilha.

Com isso, o piloto de Vila Real caía do 2º lugar que ocupou durante quase toda a corrida, para o 4º posto final, posição que, fruto da vitória de Armando Parente, não é suficiente para assegurar o Vice-Campeonato, numa altura em que até já beneficiava do abandono de Francisco Carvalho, aquele que, teoricamente, seria o seu adversário mais directo, estando a 1 ponto de distância. Só que Armando Parente estava só a 2 pontos, sendo também ele uma ameaça real, numa contabilidade que obriga a que só se aproveitem os melhores 6 resultados do total de 8 corridas do ano.

Protagonista de toda esta história, Rafael Lobato resumiu-a assim: “Após um arranque que não foi dos melhores, que fez com que o Francisco me ultrapassasse, logo recuperei a 2ª posição, mantendo, depois, com ele uma batalha muito renhida até que desistiu. A partir daí pensei apenas em manter a posição, já que o Parente estava longe, levando o carro até ao fim,” referiu Lobato. “Só que os travões começaram a piorar gradualmente, até que falharam por completo a três curvas do final da corrida, levando-me a sair de pista para a gravilha”.

O 4º lugar que lhe é atribuído na Classificação Final desta Corrida 2 representa 14 pontos para o campeonato, tantos quanto os que a equipa tem de deitar fora, de modo a ficar com as melhores 6 pontuações, de entre os 8 resultados alcançados na temporada. A dupla Rafael Lobato/Francisco Abreu acaba, assim, o ano no 3º lugar no TCR 2018, com 110 pontos, atrás de Parente (2º) e de Pedro Salvador, o Campeão da presente época.

Não sendo o resultado que se definiu no início do ano, ainda assim acaba por ser uma temporada positiva, tendo em conta a competitividade demonstrada pelo Peugeot 308TCR da equipa, naquela que foi a sua época de estreia.

Acrescente-se que para além do apoio da Peugeot Portugal, este projeto da Sports & You, distribuidor oficial da Peugeot Sport para Portugal e Espanha, conta com os parceiros principais: Canon, Crédito Agrícola, Iberfibran, ikimobile, iMED e King Tony.

 

Scroll To Top