Sexta-feira , Dezembro 4 2020
ÚLTIMAS
Home / RALI / Rali da Bairrada de rara beleza em Março
Rali da Bairrada de rara beleza em Março

Rali da Bairrada de rara beleza em Março

 

 

As estradas asfaltadas da região de Vagos vão ser o cenário predilecto para a operação Rali da Bairrada, em que os pilotos têm pela frente a missão, em igualdade circunstancial, de vencer uma prova inédita para saborear os prazeres dos seus recursos naturais entre curvas e contra-curvas.

 

Com os motores a roncar, o território de Vagos vai ganhar maior celeridade, preferencialmente com “nota artística” associada a pilotos e navegadores. As especiais de classificação do Rali da Bairrada foram milimetricamente “desenhadas” para pilotos e máquinas puderem enfrentar as emoções que a estrada proporciona, restituindo ao público a adrenalina em elevadas doses.

O Rali da Bairrada, organizado pelo Clube Automóvel do Centro sob a égide da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) e promovido pela Promolafões, é a mais recente competição de ralis a realizar em território nacional, é pontuável para o Campeonato Centro de Ralis, Campeonato de Portugal Clássicos de Ralis, Campeonato de Portugal Júnior de Ralis, Regularidade Sport e Desafio Kumho.

Na estrada a 7 e 8 de Março, o Rali da Bairrada integra também o projecto “RACE 4 ECO” da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) que visa reduzir a pegada ecológica resultante da organização de eventos de desporto motorizado, através da sensibilização e acção efectiva junto de praticantes e público. Refira-se que o projecto já captou a atenção da Federação Internacional do Automóvel (FIA), com acompanhamento das acções no terreno e recolha de dados do projecto para que tenha continuidade no futuro.

Esta segunda-feira, o Rali da Bairrada teve honras de apresentação na Biblioteca Municipal de Vagos, com Vítor Silva, presidente do Clube Automóvel do Centro (CAC), a afirmar que a noite do primeiro dia de prova «contempla a especial de classificação Vagos Street Stage Travocar, com 2,47 km, a desenvolver por duas vezes (20h45 e 21h00)».

Trata-se de um aperitivo servido antes das grandes emoções reservadas para o dia seguinte, «com o Rali da Bairrada a arrancar pelas 10h00, junto ao Tribunal Judicial de Vagos, com tripla passagem de 10,91 km pela especial Rota dos Moinhos (10h45, 12h25 e 14h20) e dupla abordagem pelos 8,57 km da especial ZIV (11h20 e 14h55)», sublinhou.

O município de Vagos recebe a festa dos ralis para receber o entusiasmo de equipas, pilotos e público em geral, oferecendo também especiais de classificação que evidenciam o espectáculo para encantar a esperada vaga de aficionados desta disciplina automóvel.

Silvério Regalado, presidente da Câmara Municipal de Vagos, revelou que houve factores importantes para que a prova seja realizada no concelho e na região da Bairrada, a primeira das quais «são eventos desta envergadura que ajudam as suas regiões e as suas marcas».

Encarado como um veículo promocional para o território de Vagos, o Rali da Bairrada visa também valorizar o tecido económico regional, ajudando a aumentar a produtividade das empresas, capacitando, igualmente, o capital humano, sem descurar a gastronomia e como elemento cultural, símbolo de identidade e meio de integração.

«Tivemos a preocupação em levar a prova a todos os cantos do concelho de Vagos para mostrar a capacidade do nosso território, contando para o efeito com o apoio de Nuno Mateus para esse efeito, criando as condições para que o Rali da Bairrada seja um sucesso», admitiu o edil.

Sérgio Simões, representante da Travocar, empresa de Águeda ligada aos lubrificantes Castrol está convicto de que o Rali da Bairrada «vai ter o selo de mais um sucesso», a julgar pela «parceria de alguns anos com a Promolafões que tem criado excelentes conjunturas de êxito nas provas efectuadas anteriormente».

Por seu turno, tanto Pedro Soares como Jorge Sampaio, respectivamente da Comissão Vitivinícola da Bairrada e Rota da Bairrada, congratularam-se com o arrojo de Silvério Regalado de «trazer para o “seu” território e para a região grandes eventos nacionais e internacionais, mas também pela sua visão alargada por tudo o que tem feito para a Bairrada». «Hoje sentimos que a Bairrada é já uma marca com valor e é cada vez mais valorizada. Apesar do rali ser disputado em Vagos, este é o da Bairrada e da nossa região».

Em representação da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), Paulo Magalhães mostrou-se «satisfeito» como foram «conduzidas as negociações para a realização do Rali da Bairrada, um epílogo que muito nos apraz, sobretudo porque esta região precisava deste evento».

O responsável federativo reconhece «que havia um défice de provas nesta região e o Motorsport tem de se espalhar por todo o país», esperando que o Rali da Bairrada «seja uma afirmação e que possamos continuar numa terra de campeões e grandes aficionados».

Em suma, é impossível visitar a região de Vagos e não ficar atraído e extasiado com os encantos naturais e da cozinha em qualquer recanto deste destino à beira-mar plantado, adquirindo a categoria de ritual, pelo empenho e entusiasmo de todos aqueles que a tornam possível.

A passagem do Rali da Bairrada próximo da Praia da Vagueira pode também proporcionar um banho suplementar no Atlântico, se bem que é no asfalto que todos os olhares “mergulham” para as peripécias dos pilotos participantes.

 

PROGRAMA

 

7 de Março (sábado)

 

20h15 – Partida do Rali – Tribunal Judicial de Vagos

20h45 – PEC 1A – Vagos Street Stage Travocar (2,47 km)

21h00 – PEC 1B – Vagos Street Stage Travocar (2,47 km)

21h55 – Parque Fechado – Museu do Brincar

 

8 de Março (domingo)

 

10h00 – Partida do Rali – Tribunal Judicial de Vagos

10h45 – PEC 2 – Rota dos Moinhos 1 (10,91 km)

11h20 – PEC 3 – ZIV 1 (8,57 km)

12h25 – PEC 4 – Rota dos Moinhos 2 (10,91 km)

14h20 – PEC 5 – Rota dos Moinhos 3 (10,91 km)

14h55 – PEC 6 – ZIV 2 (8,57 km)

15h35 – Parque Fechado – Museu do Brinca

 

Scroll To Top