Segunda-feira , Abril 22 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Rali da Polonia a um passo de sair do mundial devido a falta de segurança…
Rali da Polonia a um passo de sair do mundial devido a falta de segurança…

Rali da Polonia a um passo de sair do mundial devido a falta de segurança…

 

Ao que tudo indica o Rally da Polónia poderá perder a sua prova no Mundial em 2018, após várias infracções ao nível de segurança na edição deste ano. Já em 2015 a FIA havia dado a organização do evento polaco um “cartão amarelo” após vários problemas sobre o controlo (ou a falta dele) dos espectadores em 2015 e teria sido expulsado automaticamente do WRC se essas situações se repetissem este ano. E são varias as equipas do Mundial que estão solicitando uma reunião para que a prova seja substituída no próximo ano.

Várias equipas ficaram indignadas com as violações de segurança nos troços com os espectadores, muitas das vezes a não respeitarem os elementos afetos à segurança da prova, para se colocarem a poucos centímetros de distância dos carros que na maior parte das especiais efectuadas médias na casa dos 120 Km/h….

Houve também relatos de carros de espectadores que circularam nas especiais durante o decorrer da prova e inclusivamente um carro de bombeiros que passou por um elemento policial, “cortou” a fita de encerramento de estrada e circulou em direcção ao sentido da prova, tendo se cruzado com um veículo de competição….

Jarmo Mahonen, o diretor de Ralis da FIA afirmou à Autosport britânica que: “Houve alguns problemas de segurança ao longo do rali e agora temos que investigar e tirar nossas conclusões. O incidente do camião de bombeiros está sendo investigado localmente, isso não era algo relacionado com o rali. Mas como isso pode acontecer? A minha informação é que ele quase atropelou o elemento policial. Fomos muito sortudos, nada aconteceu, mas isso é contra os regulamentos. Não existe a cultura de espectadores que temos na Escandinávia. Alguns deles, só querem se aproximar dos carros, descurando por completo a segurança deles e da prova”.

O diretor da equipe de Hyundai, Michel Nandan, ficou profundamente preocupado com o que aconteceu na Polónia. “Isso é incrível, inacreditável que isso possa acontecer. O rali foi preparado há muito tempo, não foi o primeiro organizado por deles e isso é bastante assustador”.

A opinião de Nandan foram reforçadas pelo seu homólogo da Citroën, Yves Matton: “Nunca poderão haver qualquer falhas com a segurança. Eu acho que é importante disputar provas em locais diferentes e este evento é diferente, mas não podemos comprometer a segurança. Como podemos voltar aqui? Não faz sentido, as pessoas não entendem que o carro pode entrar em qualquer direção. Estamos na estrada e, às vezes, o carro está voando e pode ir a qualquer lado. Eles ficam atrás de fardos de palha e pensam que isso pode salvá-los. Nenhuma hipótese”.

O porta-voz da prova, Andrzej Borowczyk, disse que seria injusto julgar o registo de segurança do evento se baseando num video que “encheu” as redes sociais com um carro de bombeiros. “Este foi um erro humano. A polícia estava lá, havia uma barreira e esse idiota conduzindo o camião diretamente para o interior do troço. Eu não sei o que lhe passava na sua cabeça. Foi um erro humano idiota. Se cometemos um erro, as pessoas podem dizer:” OK pessoal, cometeu um grande erro “. Mas este não foi o caso, o que podemos fazer?”

O contrato do Rally da Polónia com o Promotor do WRC terminava este ano, mas Borowczyk confia em manter a prova no calendário. “Olhe para as fotos e para o número de fãs que aqui se deslocam. O Rally da Polónia traz algo de bom e diferente ao campeonato e estou certo de que voltaremos”….

 

Carlos da Silva

 

Scroll To Top