Terça-feira , Maio 17 2022
ÚLTIMAS
Home / RALI / Rali de Mortágua: do centro de Portugal para o mundo…
Rali de Mortágua: do centro de Portugal para o mundo…

Rali de Mortágua: do centro de Portugal para o mundo…

Prova do Clube Automóvel do Centro, a ter lugar nos próximos dias 29 e 30 de Abri, foi hoje apresentado com fortes ambições de regressar ao escalão principal da modalidade. O presidente da Câmara de Mortágua usou da palavra para manifestar essa pretensão.

O Rali de Mortágua, que evolui ao final da manhã e durante a tarde e noite de sexta-feira (dia 29 de Abril) e grande parte de sábado (dia 30), é a segunda prova do Campeonato de Ralis Promo, igualmente pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis – 2RM, Campeonato Portugal Júnior de Ralis, FPAK Júnior Team, Campeonato Portugal Clássicos de Ralis, Peugeot Rally Cup Ibérica e Rali Extra.

A competição delineada pelo Clube Automóvel do Centro (CAC), em estreita parceria com a Câmara Municipal de Mortágua, surge bastante compacta com um percurso total de 162,79 quilómetros, 84,24 dos quais disputados ao cronómetro, correspondentes a uma dupla ronda por 4 troços: super-especial (2,20 km), Mortágua (7,75 km), Laceiras 13,08 km) e Aguieira (19,09 km).

Baseado na localidade que dá nome a esta vila do distrito de Viseu, a prova tem início e termina na frente à Câmara Municipal, tendo o seu centro nevrálgico no Centro Educativo de Mortágua e o Parque de Assistência na Expo de Mortágua.

As hostilidades iniciar-se-ão ao fim da manhã, num troço na região de Gândara, entre as 12h00 e as 13h00 com a passagem livre dos concorrentes, seguindo-se, ao início da tarde, entre as 13h30 e as 14h00, o Qualifying que definirá a ordem de saída para a estrada. Entre as 14h30 e as 15h00 terá lugar o Shakedown para os pilotos prioritários, sessão que repete-se das 15h00 às 16h30 para os restantes pilotos.

Já as lutas pelos melhores tempos nas oito especiais desenhadas da competição concentram-se na dupla passagem pela super-especial de sexta-feira (A1 – 19h58) e (A2 – 21h26), prosseguindo no dia seguinte, numa etapa única com partida agendada para as 9h00 do Parque fechado, em frente ao edifício da Câmara Municipal de Mortágua.

Depois de uma visita ao Parque de Assistência na Expo de Mortágua (9h10/9h25), as equipas saem para a primeira sequência de troços: ES1 Mortágua (9h38), ES2 Laceiras (10h21) e ES3 Aguieira (11h09), ronda matinal que terminará com nova incursão pelo Parque de Assistência (13h10/13h40).

No regresso à estrada, as equipas repetem a mesma sequência de troços: ES4 Mortágua (13h53), ES5 Laceiras (14h36) e Aguieira (15h24). Depois de 10 minutos nas assistências (16h24/16h34), os concorrentes rumam para a tradicional cerimónia de Pódio, às 16h44, em frente ao edifício da Câmara Municipal de Mortágua.

Na apresentação da prova, que teve lugar no Salão Nobre da Câmara Municipal de Mortágua, o presidente Ricardo Pardal realçou que as duas grandes novidades para este ano passam «pelo regresso do Rali de Mortágua ao escalão principal da disciplina», bem como «a criação da zona espetáculo “Mortágua Arena” a pensar também no Vodafone Rally de Portugal».

Trata-se de um espaço de eleição desenhado por Luís Filipe Rodrigues, vice-presidente da Câmara de Mortágua, em pleno coração da especial da Aguieira que privilegia o público com a possibilidade de ver “in loco” os pilotos ao longo de dois quilómetros sem sair do mesmo local, com condições ímpares no panorama nacional e internacional, fruto dos declives».

De acordo com Ricardo Pardal, «esta é uma região onde há uma grande paixão pelo desporto automóvel», pelo que ainda não digeriu a retirada do Rali de Mortágua do Campeonato Portugal de Ralis: «A prova que, o ano passado, serviu de palco para a atribuição do título absoluto do Campeonato de Portugal de Ralis, foi retirado no ano seguinte da categoria rainha. Valores mais altos levantaram-se, mas não é essa a vontade do município de Mortágua nem do Clube Automóvel do Centro, em que fizemos o esforço necessário para continuar a ter um dos melhores ralis do campeonato português, mas que infelizmente não foi esse o resultado».

«Aproveitámos os últimos seis meses para mostrar que em Mortágua fazemos bem e lutamos pelos nossos objetivos, demonstrando a quem decide que temos as necessárias condições para o fazer», sublinhou o autarca mortaguense.

Ricardo Pardal frisou ainda a importância desta prova em pisos de terra no Centro de Portugal, até porque «em oito provas que alimenta o Campeonato Portugal de Ralis, apenas duas – Rali do Vidreiro Marinha Grane e Rali de Castelo Branco –, são efetuadas abaixo do rio Douro e, em ambos os casos, em pisos de asfalto».

«O Campeonato Portugal de Ralis não pode ser apenas no Norte do país, pelo que é importante repensar e dar ouvidos aos clubes, autarquias e, como não pode deixar de ser, ao público que gostas de ralis», acrescentou o edil socialista, que se fez acompanhar do capitão Dinis (GNR), Luís Filipe Rodrigues (vice-presidente da autarquia e responsável pela Proteção Civil), Vítor Silva (presidente do Clube Automóvel do Centro) e Nuno Santos (diretor de prova).

Legenda da foto (esquerda para a direita)

Capitão Dinis, Luís Filipe Rodrigues, Ricardo Pardal, Vítor Silva e Nuno Santos

Acessos e onde ver a prova

QUALIFYING/SHAKEDOWN

Acesso 1

Na rotunda de confluência da N 234 c/ N 228, seguir em pela N234 em direção ao Luso / Mealhada, ao longo de 1,2 Km, e sair à direita na direção a “Águeda”. Na rotunda, sair na segunda saída, em direção ao Agrupamento de Escolas de Mortágua e, 50 metros depois, virar à direita. Estacionar nos locais de estacionamento (terreiro) junto a este estabelecimento de ensino. A prova de “Qualifying/Shakedown” é alcançada a cerca de 500 metros depois, num gancho em que os concorrentes entram em asfalto, vindos de estrada de terra, em frente.

Acesso 2

Na rotunda de confluência da N 234 c/ N 228, seguir em pela N234 em direção ao Luso / Mealhada e, cerca de 500 metros depois, vire à direita, em frente à área de serviço da BP, em piso de terra, tomando depois a EM de asfalto. 400 metros depois cortar à esquerda, num STOP. A “Qualifying/Shakedown” fica a 200 metros.

PEC 3 e 6 – MORTÁGUA (7,75 KM)

Acesso

Na rotunda de confluência da N 234 c/ N 228, seguir em pela N234 em direção ao Luso / Mealhada, ao longo de 1,2 Km, e sair à direita na direção a “Águeda”. Na rotunda, sair na segunda saída, em direção ao Agrupamento de Escolas de Mortágua e, 50 metros depois, virar à direita. Estacionar nos locais de estacionamento (terreiro) junto a este estabelecimento de ensino. A prova de “Qualifying/Shakedown” é alcançada a cerca de 500 metros depois, num gancho em que os concorrentes entram em asfalto, vindos de estrada de terra, em frente. W8.20927372 N40.45905870

PEC 4 e 7 – LACEIRAS (13,08 KM)

Acesso 1

Na rotunda de confluência da N 234 c/ N 228, seguir pela N234 em direção ao Luso / Mealhada ao longo de 1,2Km, e sair à direita na direção “Águeda”. Na rotunda sair na terceira saída, em direção a Águeda, pela N334-1. Percorrer 7,2 Km nesta estrada até Falgarosa da Serra e virar à direita, para Paredes, Parque Eólico e Erigo.

Seguir sempre em direção a este parque, percorrendo 3 km até ao primeiro cruzamento, que se deve seguir em frente, até ao final da estrada em piso de asfalto, 3,1 Km depois. Aí deve-se seguir em frente, sobre a esquerda, pela estrada em bom piso de terra. Após 900 metros chega-se à prova, numa zona espetacular junto à subestação, vindo os concorrentes da esquerda.

Acesso 2

Na rotunda de confluência da N 234 c/ N 228, seguir pela N234 em direção ao Luso / Mealhada ao longo de 1,2Km, e sair à direita na direção “Águeda”. Na rotunda sair na terceira saída, em direção a Águeda, pela N334-1. Percorrer 14 Km nesta estrada e virar à direita, no cimo da serra. (W8.32047929 – N40.49331227).

Este mesmo entroncamento poderá ser acedido para quem vem do lado de Águeda, a partir de Boialvo. À saída desta localidade, após sair da N336 para a N334-1 em direção a Mortágua, percorrer 5,6 Km e virar à esquerda.

Depois, para ambos os percursos, continuar pela estrada de asfalto durante 1,8 km, até encontrar a prova, numa parte de passagem para piso de asfalto, junto a uma capelinha, vido os concorrentes da direita, de estrada em terra.

PEC 5 e 8 – AGUIEIRA (19,09 KM)

Acesso 1

Na rotunda do Intermarché sair na direção Vouzela-Campo de Besteiros para a EN-228. Sair na primeira saída da rotunda, 3,9 quilómetros depois da rotunda, em direção à Labialfarma. Cerca de 4,6 quilómetro depois encontra-se outra rotunda, seguindo na primeira saída para Felgueira. Cerca de 2,25 quilómetros depois, encontra a especial numa zona de alcatrão. 40º 27’ 9’’ N 8º 11’ 25’’ W

Acesso 2

Na rotunda do Intermarché seguir em direção a Santa Comba Dão, para a EN-234. Seguir nesta via durante 2,5 quilómetros para cortar à esquerda para uma estrada de terra. Seguir cerca de 1,7 quilómetros até à especial. 40º 24’ 53’’ N 8º 11’ 23’’ W

Acesso 3

Na rotunda do Intermarché sair na direção Vouzela-Campo de Besteiros para a EN-228. Cerca de 650m seguir em frente para 800m mais á frente seguir pela direita em direção a Felgueira e Rio Milheiro, cerca de 1,9 km vai encontrar uma estrada de terra á direita, deve seguir por essa estrada em terra. Percorre cerca de 800m nessa estrada em terra e vai encontrar um gancho à direita e corta para esse gancho, percorre mais 1,4 km indo encontrar a especial. 40º 25.371’ N 8º 11.529’ W

Acesso 4

Na rotunda do Intermarché seguir em direção a Santa Comba Dão, para a EN-234. Seguir nesta via durante 4,4 quilómetros para cortar depois à esquerda, para Vale de Paredes. Cerca de 550 metros depois, virar à direita. Seguir a estrada durante cerca de 900 metros até à especial. 40º 24’ 26’’ N 8º 10’ 52’’ W

&nbsp

Scroll To Top
Posting....