Terça-feira , Outubro 20 2020
ÚLTIMAS
Home / RALLYCROSS / Rapid Competições – Com tripla aposta
Rapid Competições – Com tripla aposta

Rapid Competições – Com tripla aposta

 

 

 

A Rapid Competições, empresa Lousadense, teve a sua prova de fogo em Sever do Vouga. Foi uma excelente estreia, com o carro do piloto Sérgio Dias a competir na já considerada divisão rainha do Ralicross, a Super 1600. Isto só em termos de Ralicross, uma vez que o preparador também está presente no “Nacional” de Velocidade e já com a “mira apontada” ao Ralis.

Quando questionado sobre os projetos para as próximas corridas de Ralicross, Morais não conseguiu disfarçar um sorriso. “Para além do Sérgio Dias, piloto da Super 1600, que já tem na sua curta carreira um título de Campeão e venceu duas Taça de Portugal, temos agora uma grande novidade”. Uma pequena pausa, quem sabe para avaliar a nossa surpresa, e continuou, “a nossa equipa conta agora com mais um Campeão, que também tem uma curta carreira, mas que dispensa apresentações. Já soma dois títulos de Campeão e uma Taça de Portugal”. Mais uma pausa, para nos “obrigar” a pensar e rematou. “A recente chegada de Pedro Tiago à equipa é para nós um motivo de orgulho. Este nosso primeiro ano promete, com dois excelentes pilotos nas duas divisões mais competitivas do nosso Ralicross. Vamos, com certeza ter muitos pódios em ambas as divisões. Sérgio Dias já deu mostras de que está na luta pelos lugares do pódio. Pedro Tiago está na luta pelo terceiro título de Campeão. Temos uma equipa vencedora”.

Falamos, depois das outras modalidades “Na Velocidade temos um C1, no Troféu de Resistência, a IDS Racing Team, terá nas portas o número #08, e nos comandos os pilotos Eduardo Sardo, José Miguel, Miguel Rodrigues e Pedro Sousa. O objetivo é, claro, lutar pelos lugares de pódio e quem sabe vencer alguma prova”.

 

TEMPO PARA ORGANIZAR O FUTURO

Quisemos saber o que está Luís Morais a fazer nesta altura de isolamento social, a resposta foi clara. “Neste momento estou a organizar as minhas empresas, pois a situação está complicada a nível nacional e internacional. A nível competitivo, estou a estudar o que posso fazer como piloto, ainda este ano. A situação atual levou-me a rever o plano de fazer alguns ralis e super especiais ao volante de um 208”, afirmou o piloto-preparador.

E continuou, “Quero aparecer com a Rapid Competições nos Ralis, regionais e nacionais. Pois parece-me uma excelente oportunidade para desenvolver a nossa marca. Quero tornar a equipa Rapid conhecida e uma referência no automobilismo nacional”.

Luís Morais não terminou sem deixar um recado. “Que esta pandemia que estamos a viver seja ‘Rapid’ e que dentro em breve possamos estar todos juntos nas competições que tanto gostamos”. Esperemos que sim, dizemos nós.

 

Scroll To Top