Terça-feira , Maio 26 2020
ÚLTIMAS
Home / RALI / Regresso de João Ruivo com o objetivo de vencer
Regresso de João Ruivo com o objetivo de vencer

Regresso de João Ruivo com o objetivo de vencer

 

João Ruivo está de regresso ao Campeonato Nacional de Ralis, 2 Litros/2 Rodas Motrizes, alinhando na quinta etapa da temporada, o Rali Vidreiro – Centro de Portugal, na estrada nos dias 26 e 27 de Junho.

Depois da desistência em Castelo Branco, e da ausência nos Açores, o piloto famalicense está a encarar este regresso com toda a ambição, contando agora com o seu conterrâneo João Peixoto a seu lado. O navegador famalicense já fez equipa com João Ruivo durante algum tempo, juntando-se novamente a dupla que obteve muitos sucessos no passado. João Peixoto vai substituir Emídio Magalhães que ainda está em recuperação: “Estamos a preparar bem as coisas, depois de não podermos ter estado presente no SATA/Rali Açores. Como referimos na altura, agora o nosso objetivo é ganhar rali a rali e é com essa ideia que vamos para o Rali Vidreiro. Queremos andar na frente e voltar a vencer”, começa por explicar João Ruivo.

Contudo, as coisas agora são um pouco diferentes em termos de equipa, mas nada que perturbe as intenções para esta jornada: “Vamos apenas ter que passar por uma pequena adaptação a um novo navegador, que na verdade não o é, pois já andou comigo. O Emídio Magalhães ainda não está recuperado, depois do acidente em Castelo Branco, e assim volto a ter a meu lado o João Peixoto. Neste caso, nada melhor que recorrer a quem conheço bem, e apenas vamos testar antes para que ele tenha noção do que é o Renault Clio, para estarmos nesta prova na máxima força”, refere o piloto famalicense, falando ainda do seu carro: “Foi todo revisto e esteve preparado para o Rali de Açores, mas agora houve que o preparar para as provas de asfalto. Ainda fiz a Super-Especial de Famalicão, onde notamos alguns pequenos problemas que a equipa, entretanto, já resolveu”.
J

á sobre a prova, João Ruivo admite que: “É uma zona que gostamos muito. Já lá tivemos algumas alegrias e algumas tristezas, mas é uma prova que eu gosto muito, com troços difíceis e exigentes. De qualquer modo, temos um carro rápido e pronto para enfrentar alguns um pouco mais rápidos que o nosso, mas nós podemos fazer a diferença em partes mais encadeadas, contando com a eficácia dos pneus Pirelli”.
Presença na Super-Especial de Riba D’Ave
Para além do Rali Vidreiro, João Ruivo tem ainda prevista a presença na Super-Especial de Riba D’Ave no dia 28 de Junho: “Foi um convite feito ao meu pai, que mora na zona e eu não podia recusar. Se tudo correr bem no Rali Vidreiro, estarei presente nesta prova logo no dia seguinte ao rali”, adiantou ainda João Ruivo.

A prova do Clube Automóvel da Marinha Grande começa no dia 26, com duas passagens pela especial Farol (18,85 km – 17h00 e 19h00), e uma pela Super Especial (1,50 km, 20h00). No dia seguinte, os concorrentes têm à sua espera passagens duplas pelos troços de Caranguejeira (7,58 km – 11h00 e 15h00), Espite/Matas (15,70 km – 11h30 e 15h30) e S. Pedro (15,63 km – 12h45 e 16h45). O final do rali está agendado para as 17h30 na Marinha Grande.

 

Scroll To Top