Domingo , Dezembro 16 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Retorno mediático do RVM equivale ao dobro da comparticipação do Governo Regional
Retorno mediático do RVM equivale ao dobro da comparticipação do Governo Regional

Retorno mediático do RVM equivale ao dobro da comparticipação do Governo Regional

A organização do Rali Vinho Madeira (RVM) revelou que a edição de 2017 teve um impacto mediático de cerca de 600 mil euros, só a nível regional. Em conferência de imprensa, esta tarde, na sede do Club Sports Madeira, Paulo Fontes adiantou que, este ano, a organização promoveu, através da Press Power, uma monitorização do evento, no que diz respeito à cobertura mediática, com o objetivo de “medir” o alcance da divulgação do RVM.

“Este número equivale ao dobro da comparticipação do Governo Regional com o rali, por isso, já está mais do que justificado o investimento. Foram publicadas 1049 notícias sobre o evento, o que demonstra o seu impacto a nível regional, a nível extermo e também organizativo, respondendo ao grande objetivo de promover a Madeira”, destacou Paulo Fontes.

Relatório dos observadores FIA e FPAK positivo

Quanto ao relatório da FIA, sobre a 58.ª edição do RVM, a organização salientou “22 pontos classificados como muito bons e 79 acima da média e apenas um ponto negativo, relativo a uma câmara da RTP-Madeira colocada num local considerado pouco seguro”.

E tendo em conta que os parâmetros avaliados são os mesmos de um campeonato da Europa ou do Mundo, “só é pena que este relatório já não tenha o peso, como já teve, de colocar as provas em outros campeonatos”.

Festejar os 60 anos ao mais alto nível

Paulo Fontes revelou que para voltar aos mais altos patamares do automobilismo seria necessário “um apoio financeiro na ordem dos 600 mil euros e ainda outra garantia ao nível dos transportes”. Neste contexto, mostrou-se esperançado que a situação do ferry “possa estar resolvida em breve” e lembrou também, em jeito de brincadeira, que o atual vice-presidente do Governo Regional, Pedro Calado, se sagrou vencedor do RVM 2017, como co-piloto de Alexandre Camacho.

“Para 2018 já seria muito difícil, mas poderia ser uma boa preparação para, em 2019, comemorarmos em grande os 60 anos do Rali Vinho Madeira, com um regresso ao Campeonato da Europa”, confessou.

Em jeito de balanço, Paulo Fontes recordou que, independentemente do patamar onde está atualmente inserida, “voltamos a mostrar um excelente nível organizativo, com retorno económico para  Região e com grande cobertura mediática, tivemos uma prova competitiva, com muita luta pelo primeiro lugar e em várias classes, registando-se uma grande adesão de pilotos, inclusivamente a nível internacional e, como habitualmente, com muito público a assistir”.

Agradecimento aos colaboradores e aos patrocinadores

Paulo Fontes deixou ainda uma palavra de agradecimento “a todos os que colaboraram, uma vez mais, neste rali, com uma grande dedicação, e a todos os patrocinadores que continuam a apoiar a prova, sinal de que o Rali Vinho Madeira oferece o retorno desejado”.

 

Scroll To Top