Sexta-feira , Dezembro 14 2018
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / RICARDO GOMES conquista 3º lugar apesar do acidente
RICARDO GOMES conquista 3º lugar apesar do acidente

RICARDO GOMES conquista 3º lugar apesar do acidente

Com um final conturbado, Ricardo Gomes conseguiu subir ao pódio em termos de classificação do grupo em que estás inscrito com o seu Seat Leon SuperCopa na 4ª prova do Campeonato Nacional de Montanha, que se disputou em pleno Douro Vinhateiro, na Rampa de Santa Marta de Penaguião.

Nas subidas de treinos, Ricardo Gomes, que se estreou naquela rampa, faria o tempo de 2.16.753, para na subida seguinte conquistar um crono com 2.13.000.
Mas a verdade é que o piloto de Braga, acabaria por encontrar o setup correcto e logo na 1ª subida de prova, arrancando um excelente tempo com 2.07.195, tendo sido o autor, na 2ª subida de prova, disputada no Domingo, de um “tempo canhão” de 2.04.844, demonstrando assim um rápido acesso a um lugar no pódio.
Contudo, na derradeira subida, em que o piloto ambicionava um bom tempo, pois a vitória poderia estar ao seu alcance, acabaria por dar um toque nos rails, que acabariam por abrir a direcção do Seat Leon SuperCopa, conseguindo Ricardo Gomes levar o carro para uma zona que não entraria em conflito com a trajectória dos carros que o seguiam. Daí para a frente a prova que em tudo corria de feição aos pilotos da equipa J.Correia/LXS tornou-se um verdadeiro pesadelo.
O seu colega de equipa, José Correia, acabaria por sofrer um aparatoso acidente junto ao local onde Ricardo Gomes tinha o seu carro aparcado, fora da trajectória de prova. José Correia ao tentar travar acabaria por ir embater contra um talude, acabando capotado no meio da estrada.
De realçar que Ricardo Gomes seria o primeiro a chegar junto do seu colega de equipa, retirando-o do interior do Seat Leon Eurocup, que nada teve a não ser os danos no carro.
Ricardo Gomes e José Correia acabariam por ter a compensação de conquistar o 2º e 3º lugar. Para Ricardo Gomes “na realidade foi um bom resultado, depois de tudo o que fizemos neste fim de semana. O azar da equipa, com o acidente do José Correia, e o meu toque nos rails, que ocorreu mesmo na última subida, acabou por não afectar os tempos que já tinhamos conquistado nas subidas anteriores o que permitiu que a nossa equipa obtivesse o 2º e 3º lugar”, referiu.
Recorde-se que o acidente sofrido por José Correia, nada teve a ver com o posicionamento do carro de Ricardo Gomes, que estava parado, numa escapatória da pista, numa zona segura. Ricardo Gomes explicou que “estava muito longe de imaginar o que iria a acontecer com o meu colega de equipa, foi mesmo muito azar e isto acabou por estragar a nossa prestação nesta Rampa. No entanto são acidentes naturais neste tipo de competição e esperamos ter tudo a postos para competir com a mesma garra e determinação já na próxima prova do Nacional de Montanha, na Rampa de Murça”.

 

Scroll To Top