Sexta-feira , Janeiro 18 2019
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Ricardo Leal dos Santos foi o primeiro dos 4×4
Ricardo Leal dos Santos foi o primeiro dos 4×4

Ricardo Leal dos Santos foi o primeiro dos 4×4

Etapa altamente favorável aos Buggy, com piloto português em destaque

Ricardo Leal dos Santos confirmou hoje, na nona etapa do Africa Eco Race, o excelente andamento já evidenciado em etapas anteriores. Terminou na 4ª posição a especial de 445 quilómetros cronometrados, que ligou Aout a Akjoujt, mas foi claramente o mais rápido entre os 4×4 numa jornada extremamente favorável aos buggys.

“Infelizmente não começámos bem já que, depois de termos passado vários dos carros que partiram à nossa frente, houve um Buggy que teimou em não nos deixar passar e numa das tentativas acabámos por furar duas rodas. Para além do tempo que perdemos, passámos a ter apenas uma roda suplente até ao final de uma etapa que se adivinhava bastante complicada”, salienta Ricardo Leal dos Santos que apesar desta contrariedade chegou a CP1 em 5º lugar, a apenas 2m08s do então lidera da etapa. “Este é mesmo um Dakar à moda antiga e tanto o traçado, como a navegação, são escolhidos com um elevado grau de dificuldade. É uma característica desta corrida. A travessia das dunas era mesmo difícil e poucos devem ter sido os concorrentes que não atascaram. Claro que para os Buggy, muito mais leves, isso não é um problema tão complicado, mas nós também lá ficámos e foram muitos minutos a cavar”.

Em virtude desta paragem, a dupla Ricardo Leal dos Santos/Maykel Justo, tinha descido para a 6ª posição, em CP2, a 23m06s do líder da corrida. “Apesar da nossa preocupação por termos apenas um pneu suplente, o que nos obrigava a fazer as zonas com pedras de forma muito cautelosa, conseguimos ser sempre muito rápidos e eficazes”. A equipa BAMP-Dakar que inscreve uma Nissan Navara V8 viria a recuperar até ao final da especial cronometrada mais de dez minutos para o líder da corrida, terminando a escassos 1m20s da terceira posição, depois de mais de cinco horas e meia de competição.

A décima etapa do Africa ECO Race, que será de novo uma boucle, com partida e chegada a Akjoujt. Serão 379 quilómetros cronometrados, novamente marcados pela presença de muitas dunas.

 

Scroll To Top