Sábado , Setembro 26 2020
ÚLTIMAS
Home / RALI / Ricardo Matos: “Amarante é um dos locais mais especiais dos ralis em Portugal”
Ricardo Matos: “Amarante é um dos locais mais especiais dos ralis em Portugal”

Ricardo Matos: “Amarante é um dos locais mais especiais dos ralis em Portugal”

 

 

Ricardo Matos e o navegador Carlos Matos chegam ao Rali de Baião – Amarante na luta pelo título da Taça Nacional de Ralis de Terra. Uma performance surpreendente que motiva o piloto amarantino para o rali mais especial do ano.

No início do ano, poucos esperavam que Ricardo Matos se convertesse num forte candidato ao título logo na primeira época completa ao volante do Mitsubishi Lancer Evo IX. Contudo, três provas depois, o piloto de Amarante anulou esse défice de experiência e ocupa o segundo lugar da Taça Nacional de Terra, subindo ao pódio nos ralis de Gondomar e Vinho do Dão – Nelas.

Agora surge o momento mais importante da época de Ricardo Matos e Carlos Matos, já que o Rali de Baião – Amarante representa muito mais do que um desafio ao cronómetro.

“Não é por ser a minha terra mas toda a gente sabe que Amarante é um dos locais mais especiais dos ralis em Portugal. Sinto um enorme orgulho em representar estas cores e foi o apoio do município de Amarante que me permitiu montar um projeto para estar, nesta altura, a discutir os primeiros lugares da Taça Nacional, depois de termos feito apenas quatro ralis com o Mitsubishi e frente a uma concorrência bem mais experiente. Quero, obviamente, chegar ao pódio mas pelo que sei o rali terá um excelente lista de inscritos, com vários pilotos de qualidade e candidatos aos lugares da frente. Não será fácil mas vou lutar até ao último metro para atingir esse objetivo e proporcionar um bom espectáculo para o público”, prometeu Ricardo Matos.

O Rali de Baião – Amarante passa por alguns dos troços de terra mais emblemáticos do nosso país, alguns deles que fazem parte integrante da história do Rali de Portugal: “Depois da Super Especial citadina, na noite de sexta-feira, vamos ter no sábado dois troços muito bonitos e com uma história riquíssima. Primeiro, o mítico troço da Aboboreira, com excelente piso e zonas extremamente rápidas, que são um verdadeiro desafio para os pilotos. Depois, o não menos mítico troço do Marão que tem um início muito sinuoso, com muita ‘mão de obra’ para os pilotos, e com uma fase final cheia ganchos e zonas de pedra solta”.

Ricardo Matos fez ainda questão de “agradecer aos meus patrocinadores, família e amigos. É sempre muito gratificante fazer esta prova mas tudo isto só é possível com o apoio deles.”

Quarta prova do calendário, o Rali de Baião – Amarante começa na próxima sexta-feira (dia 5) com uma dupla passagem pela Super Especial citadina de Amarante, com início marcado para as 21h25. No sábado, os concorrentes enfrentam mais seis classificativas divididas entre os troços de Baião (14,95 kms), Marão (14,07 kms) e a Super Especial de encerramento em Baião (1,44 kms). Ao todo serão 76,47 kms num rali que em 2013 foi decidido por apenas 3.2s e em 2014 por escassos 0.9s!

 

Scroll To Top