Domingo , Maio 26 2019
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Ricardo Porém domina o primeiro dia de competição
Ricardo Porém domina o primeiro dia de competição

Ricardo Porém domina o primeiro dia de competição

O vencedor da última edição da Baja Portalegre 500, Ricardo Porém, foi o mais forte neste primeiro dia de competição. Ricardo Porém, aos comandos de uma Toyota Hilux, comanda a classificação geral nos automóveis com uma vantagem de 1m04,58s para João Ramos que também pilota um carro da marca japonesa. Miguel Barbosa, em Mitsubishi Racing Lancer, é o terceiro a dois minutos do líder.

O dia começou com o tradicional prólogo e Ricardo Porém mostrou logo que veio à Baja Portalegre 500 para vencer. O piloto de Leiria estabeleceu o melhor tempo à frente de Miguel Barbosa e de João Ramos, segundo e terceiro respectivamente. Após os primeiros 5,62 km de competição, os três primeiros ficaram separados por menos de 12 segundos. Carlos Sousa, que regressou à clássica alentejana depois de vários anos ausente, foi o quarto mais rápido, enquanto o líder do campeonato nacional, Nuno Matos, foi oitavo.

O formato da prova em 2015 mudou e durante a tarde, os concorrentes tiveram mais um sector selectivo para percorrer. Ricardo Porém voltou a fazer das suas. O piloto de Leiria ganhou mais de 50 segundos a João Ramos e deixou Miguel Barbosa, mais concentrado na guerra do campeonato, em terceiro.

Em dois minutos estão três equipas, mas o quarto, Carlos Sousa, surge a apenas 35 segundos de Barbosa. O piloto do Mitsubishi ASX mostrou-se satisfeito com a sua prestação, apesar do tempo perdido para o líder.

A armada Mitsubishi que veio do Brasil revelou-se competitiva nos troços técnicos e exigentes da Baja Portalegre 500. Prova disso é o quinto lugar de João António Franciosi e o sexto posto de Guilherme Spinelli, ambos em ASX Racing. O brasileiro que ocupa a sexta posição mostrou-se deliciado com a Baja Portalegre 500, não só ao nível do percurso como da organização.

Ainda com possibilidades de ser campeão nacional, Hélder Oliveira terminou o dia pouco satisfeito. O piloto de Barcelos sentiu o motor da Nissan a falhar já no final e espera que os problemas sejam solucionáveis. Neste momento, as esperanças de vencer o título são diminutas. Com mais hipóteses mas mesmo assim numa situação difícil está Nuno Matos. O piloto do Opel Mokka Proto sentiu problemas de embraiagem no seu carro e teve de se contentar com o décimo lugar atrás de Pedro Grancha e de Boris Garafulic.

No T2, Eduardo Mota fez o prometido, atacou e comanda a categoria. No entanto, o líder do campeonato, César Sequeira, controla e é segundo, posição que lhe dá os pontos necessários para conquistar o título. No Desafio Mazda, Pedro Dias da Silva está na frente mas João Rato é segundo e se assim se mantiver conquista a competição mesmo antes das 24 Horas TT de Fronteira.

Amanhã disputam-se mais dois sectores selectivos. De manhã, as equipas percorrem 144,13 quilómetros e à tarde a organização da Baja Portalegre 500 preparou uma pista com 200,95 km. O vencedor da 29ª edição da mítica prova de TT deverá ser conhecido por volta das 16h30.

 

Scroll To Top