Terça-feira , Maio 26 2020
ÚLTIMAS
Home / RALI / Ricardo Teodósio e José Teixeira assinaram mais um triunfo no Agrupamento de Produção
Ricardo Teodósio e José Teixeira assinaram mais um  triunfo  no Agrupamento de Produção

Ricardo Teodósio e José Teixeira assinaram mais um triunfo no Agrupamento de Produção

 

 

Uma vitória sem contestação no Rali de Castelo Branco permitiu à formação algarvia reforçar a condição de líder no Agrupamento de Produção, abrindo a janela de oportunidade para tonificar a deslocação ao Azores Airlines Rallye 2017, de 30 de Março a 1 de Abril.

 

Ricardo Teodósio não permitiu qualquer veleidade aos seus mais directos opositores no Agrupamento de Produção, conduzindo, sem apelo nem agravo, o Mitsubishi Lancer Evo X ao triunfo. Além de ampliar a liderança nesta classe, a RC2N, o experiente piloto algarvio, navegado por José Teixeira, encerrou a prova da Escuderia Castelo Branco no “top five”, à geral. Tratou-se de mais uma prestação gigantesca que possibilitou à equipa algarvia sair das estradas asfaltadas albicastrenses com a quarta posição no campeonato, com 27,05 pontos, a sensivelmente 20 do líder José Pedro Fontes, vencedor absoluto no Rali de Castelo Branco.

«O primeiro dia de prova ficou marcado por alguns contratempos, ao nível de embraiagem e travões, que protelou a nossa progressão, mas fruto de um trabalho notável e meticuloso da equipa técnica Teodósio Motorsport, tudo ficou resolvido a tempo e horas no parque de assistência, possibilitando-nos obsequiar os milhares de adeptos dos ralis presentes na super-especial nocturna com uma condução norteada no espectáculo», começou por referir Ricardo Teodósio.

Ultrapassadas as referidas contrariedades da véspera e domados os “cavalos” debaixo do capot do carro nipónico dos três diamantes, Ricardo Teodósio e José Teixeira passaram a produzir uma toada galopante no segundo e derradeiro dia de prova.

«Como nos competia, entrámos ao ataque e conseguimos gerar alguma tensão no “combate” que mantivemos com as duplas Hugo Mesquita e Valter Cardoso (Skoda Fabia S2000), Elias Barros e Paulo Babo (Ford Fiesta R5) e Carlos Martins e Daniel Amaral (Mitsubishi Lancer Evo X), mas a partir do momento que ambas abandonaram – a primeira despistou-se e, a segunda, abandonou por avaria – só tivemos de gerir o andamento, sem correr riscos desnecessários, diluindo, ao mesmo tempo, todas as dúvidas que até aí persistiam, depois de também termos relegado o Carlos Martins fora do “combate”», sustentou Ricardo Teodósio.

«Foi muito importante esta vitória na Produção, desfecho que traduz inequivocamente que a aposta nesta viatura foi a mais correcta para a equipa Teodósio Motorsport, permitindo-nos marcar presença no Azores Airlines Rallye, embora a enorme incerteza para prosseguir no campeonato, dado que permanecemos reféns de alguns parceiros. Porém, o mais importante, neste momento, é agradecer à equipa o excelente trabalho desenvolvido em torno do Mitsubishi Lancer Evo X, bem como a todos aqueles que nos apoiaram na estrada e à distância, dado que conseguida a carga adicional que nos guiou ao triunfo», confessou o piloto algarvio.

Na prova desenhada em asfalto pela Escuderia Castelo Branco, Ricardo Teodósio e José Teixeira contaram com o apoio Restaurante O Teodósio, Cafés Nicola, Albufeira, Garrafeiras Garcias, Santa Vitória, Azimut – Sports Park, Strong Answer, Convirsul, Autolook, TestRoad e Galuppo.

Ricardo Teodósio e José Teixeira regressam à competição de 30 de Março a 1 de Abril com o Azores Airlines Rallye, na ilha de S. Miguel, nos Açores, terceira prova do Campeonato Nacional de Ralis e a segunda em piso de terra.

 

Classificação Final

 

1.º José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroën DS3 R5)        1h05m24,2s

2.º Carlos Vieira/Jorge Carvalho (Citroën DS3 R5)            a 2,6s

3.º João Barros/Jorge Henriques (Ford Fiesta R5)            a 33,4s

4.º Miguel Barbosa/Miguel Ramalho (Skoda Fabia R5)   a 2m49,4s

5.º Ricardo Teodósio/José Teixeira (Mitsubishi Lancer Evo X)    a 4m34,4s

 

Campeonato (após duas provas)

 

1.º José Pedro Fontes   47,61 pontos

2.º João Barros 34,55

3.º Pedro Meireles         27,05

4.º Ricardo Teodósio      24

5.º Carlos Vieira               22,2

 

António Dinis

 

Scroll To Top