Quinta-feira , Junho 4 2020
ÚLTIMAS
Home / RALI / Sirmacis vence Rali da Acrópole (por Ricardo Nascimento)
Sirmacis vence Rali da Acrópole (por Ricardo Nascimento)

Sirmacis vence Rali da Acrópole (por Ricardo Nascimento)

O Acropolis Rally voltou a ser demolidor, como o sempre foi na sua longa história de competição. Os dois pilotos favoritos foram uma das vítimas dos traiçoeiros troços gregos e como tal, acabou por haver um vencedor que se estreava com o um novo carro.
Na primeira especial do rally, Kajetan Kajetanowicz capotou depois de cortar uma curva à direita, demorando cerca de 15 minutos para colocar o carro direito, numa zona onde não havia espetadores. O campeão em título regressou à estrada, venceu 8 dos 12 troços do rally, para recuperar da trigésima quarta posição até à oitava.
No seu primeiro troço ao volante do Fabia R5, Ralfs Sirmacis foi o mais rápido na primeira especial, distanciou-se de Alexey Lukyanuk quando este furou um pneu na segunda especial, mas viria a perder a liderança para o russo no derradeiro troço do primeiro dia.
No primeiro troço de hoje, Lukyanuk voltou a furar e a perder de novo a liderança para o jovem de 21 anos e depois tudo ficou ainda mais fácil para Sirmacis quando Lukyanuk danificou a suspensão no último troço da secção matinal. Com uma boa vantagem para o novo segundo classificado, Sirmacis acabou mesmo por vencer o seu primeiro rally do ERC, na estreia com o novo carro e Lukyanuk não foi além da décima posição.
Lambros Athanassoulas e Jaromír Tarabus estiveram envolvidos numa boa luta pela terceira posição durante o primeiro dia, mas hoje, o piloto local esteve mais rápido do que o checo e mbos acabaram por terminar em segundo e terceiro respetivamente, depois dos problemas de suspensão no carro de Lukyanuk.
Raul Jeets esteve sempre na quinta posição durante a maior parte do rally, ficando isolado nessa mesma posição, quando o suíço Federico Della Casa abandonou com problemas no Peugeot. No entanto, também Jeets beneficiou dos problemas no carro de Lukyanuk, para terminar numa excelente quarta posição.
Wojciech Chuchała voltou a vencer no ERC2 e ainda terminar na quinta posição da clasificação geral, depois do seu compatriota Jarosław Kołtun ter-se atrasado na derradeira especial com um pneu furado.
Péter Ranga chegou a liderar o ERC2 e depois manteve durante muito tempo a segunda posição na classe, mas infelizmente, o piloto húngaro ficou parado na derradeira especial com problemas no Mitsubishi.
Tomasz Kasperczyk entrou no top 10, quando Antonín Tlusťák foi obrigado a desistir com o depósito de combustível furado, vindo a terminar em sétimo,depois de beneficiar de alguns abandonos.
No ERC3, o polaco Łukasz Pieniążek esteve a dominar a classe, mas viria a desistir após o último troço do primeiro dia, com problemas na caixa de velocidades do Opel.
O turco Murat Bostanci assumiu a liderança após os problemas de Pieniążek e manteve-se assim até ao final, terminando na décima segunda posição com o Fiesta R2T, com uma vantagem de 2m39,3s para Zoltan Bessenyey que terminou em segundo no ERC3.
ERC

 

Scroll To Top