Terça-feira , Setembro 27 2022
ÚLTIMAS
Home / MONTANHA / Soltas Rampa da Falperra 1
Soltas Rampa da Falperra 1

Soltas Rampa da Falperra 1

Luís Nunes volta a vencer Turismos 1 na Rampa da Falperra e continua na luta pelo título

» O Campeonato de Portugal de Montanha teve a sua jornada mais emblemática na Rampa Internacional da Falperra, um palco onde Luís Nunes voltou a vencer os Turismos 1.

» Tricampeão nacional levou o Skoda Fabia Rally2 Evo ao limite no rápido traçado bracarense, mantendo a discussão por novo título na categoria Turismos.

Com quase 140 inscritos e mais de 100 mil espectadores ao longo do fim de semana, a Rampa Internacional da Falperra é sempre um dos pontos altos da temporada da Montanha em Portugal. Luís Nunes chegou à prova minhota na liderança da categoria Turismos do Campeonato de Portugal de Montanha, onde procura o seu quarto título consecutivo, sabendo, no entanto, que as características desta rampa não favoreciam o seu Skoda Fabia proveniente dos ralis.

O piloto do concelho de Valpaços levou o carro checo ao limite no rápido traçado da Falperra, assegurando mais uma vitória na Divisão Turismos 1 e o pódio da categoria Turismos. Este resultado permite-lhe continuar a lutar pelo título de campeão nos Turismos, numa altura em que o campeonato terminou a primeira metade.

“Foi um fim de semana positivo, pois esta é uma das minha rampas preferidas e o público torna o ambiente da Falperra muito especial”, começou por afirmar Luís Nunes. “Sabíamos que teríamos dificuldades face à menor potência do Skoda em relação aos carros da concorrência, mas demos o máximo e andámos muito próximo dos limites do carro neste traçado. Obrigado a todos os que nos apoiaram na Falperra, entre família, patrocinadores e amigos. Fechámos a primeira metade da época na liderança dos Turismos 1 e em igualdade pontual na geral dos Turismos. Agora vamos preparar bem a segunda metade da época, que começa na Rampa Serra da Estrela”, referiu o tricampeão nacional de Turismos.

Gabriela Correia vence GT e brilha na Rampa da Falperra, José Correia mantém comando do Campeonato

» A mítica Rampa Internacional da Falperra foi palco de mais uma demonstração de talento da jovem Gabriela Correia.

» Com apenas 19 anos, a piloto do Mercedes AMG GT4 venceu a prova dos GT no Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, batendo os mais potentes Porsche GT3 Cup.

» José Correia (Norma M20 FC) foi o melhor português na prova do Campeonato da Europa FIA e mantém o comando do Campeonato de Portugal.

A Rampa Internacional da Falperra é a prova mais especial do ano para os adeptos da Montanha e, este ano, Gabriela Correia foi um dos grandes destaques da mítica rampa bracarense. Com apenas 19 anos – completa 20 anos na próxima sexta-feira -, a jovem piloto de Braga levou o Mercedes AMG GT4 a uma brilhante vitória na prova dos GT do Campeonato de Portugal de Montanha, batendo os favoritos (e mais potentes) Porsche GT3 Cup.

“É um dos dias mais felizes da minha carreira”, afirmou a promissora piloto da JC Group Racing Team. “Nunca pensei ganhar provas nos GT tão cedo, mas felizmente consegui vencer logo na Falperra, a prova onde me estreei nos automóveis e perante este público fantástico. É como um sonho”, referiu Gabriela Correia, que conseguiu o tempo de 2m16,922s na sua melhor subida.

José Correia, por outro lado, também esteve em bom plano, apesar de alguns problemas mecânicos no seu Norma M20 FC. O campeão nacional de Montanha de 2020 foi o melhor piloto português inscrito na prova do Campeonato da Europa FIA de Montanha, no 9.º lugar, e conseguiu o 2.º posto na classificação do Campeonato de Portugal de Montanha, resultado que lhe permite continuar a liderar a competição.

“É sempre bom subir ao pódio na Falperra, mas tivemos alguns problemas no carro, desde logo o rapport de caixa, que era demasiado curto e que esgotava nas retas. Para qualquer piloto, disputar esta prova é uma emoção especial e, além disso, saímos daqui com mais uma pontuação importante para o nosso campeonato”, destacou José Correia, que conseguiu o tempo de 2m04,658s na sua melhor subida.

Sérgio Nogueira levou público ao rubro na Rampa Internacional da Falperra

» O mítico traçado da Falperra recebeu a quarta prova do Campeonato de Portugal de Montanha e Sérgio Nogueira ficou muito próximo do pódio na divisão Protótipos A, onde conseguiu o 4.º lugar.

» Piloto de Braga deu espetáculo com o Osella PA21S Evo perante mais de 100 mil espectadores.

Sérgio Nogueira é um dos mais populares pilotos portugueses de Montanha e recebeu o apoio dos aficionados da Rampa Internacional da Falperra, sempre o ponto alto da temporada. O piloto de Braga, que este ano se estreia ao volante de um protótipo, tinha estabelecido como objetivo bater o tempo de 2m17s no traçado da Falperra, algo que superou logo na primeira subida de prova de domingo, onde conseguiu o registo de 2m16,198s.

No final, Sérgio Nogueira ficou a escassos 0,1s de um lugar no pódio nos Protótipos A do Campeonato de Portugal de Montanha, terminando no 4.º posto da divisão e no top 5 dos pilotos que pontuam para o CPM, resultados que confirmam a sua evolução com a barchetta italiana.

“Tal como eu esperava, foi uma emoção muito grande fazer esta rampa com este carro”, afirmou Sérgio Nogueira, que nos últimos anos pilotou um Renault Clio 2.0 RS. “São milhares e milhares de pessoas a puxar por nós ao longo de toda a rampa. É simplesmente fantástico, mesmo quando vamos àquela velocidade! Infelizmente, não tivemos o Osella a 100 por cento, mas tentámos sempre superar as dificuldades e até consegui baixar aos 2m16s, quase um segundo mais rápido do que o meu objetivo inicial. Um obrigado muito especial à minha família, aos meus patrocinadores e a todos os fãs”, agradeceu o piloto da NSF Racing Team.

Joaquim Teixeira demoliu tempos e tudo conquistou na Falperra!

O consagrado piloto transmontano do Cupra TCR da JT59 Racing Team/Bompiso foi um dos “pilotos do dia” na 41ª Altice Rampa Internacional da Falperra. Autor de uma exibição de gala tudo conquistou: Categoria, Divisão, Grupo e Classe, estando no comando de todos os campeonatos.

28 anos depois da sua estreia no traçado de 5200 metros da Rampa da Falperra, Joaquim Teixeira escreveu uma página de outo no seu palmarés, ao brilhar ao mais alto nível na edição 2022 da prova organizada pelo Clube Automóvel do Minho.

O “Demolidor de Trás-os-Montes” desde muito cedo que deu o mote e colocou-se no comando da Categoria Turismo logo na primeira subida de prova, realizada a meio da tarde de sábado, com um tempo excecional: 2:18.847.

A excelência da marca vê-se pelos mais de 4 segundos a que ficou toda a farta e forte concorrência, ficando logo ali bem encaminhado o triunfo a toda a linha.

Na jornada final de domingo, Joaquim Teixeira ainda enfrentaria alguns problemas técnicos, que o levaram a realizar uma marca menos boa na segunda subida de prova, mas retificou na terceira, com um tempo mais do que suficiente para terminar com uns sólidos 3,8 segundos de vantagem sobre o concorrente mais direto.

Com esta vitória, Joaquim Teixeira regressa ao comando da tabela pontual da Categoria Turismo e consolida ainda mais o seu domínio na Divisão Turismo 2 e no Grupo e na Classe onde o Cupra TCR está inserido.

Cumpri os objetivos com que vim para a Rampa da Falperra. Consegui vencer novamente a categoria Turismos, e a Divisão Turismos 2 alem das vitorias no grupo e classe. Foi um pleno vitorioso. Não foi fácil devido à competitividade dos meus adversários e os problemas no Cupra nas duas subidas de domingo. Estou satisfeito, e agora vamos partir para a próxima prova com objetivo de nova vitoria”, resumiu o piloto e “patrão” do JT59 Racing Team/Bompiso. Agora o foco vira-se para a Velocidade: “Depois de conseguir a vitoria nesta 4 prova o nosso objetivo passa por rever bem o Cupra TCR e, já no próximo fim-de-semana, levar o meu filho Daniel a um resultado de topo no arranque do Campeonato de Portugal de Velocidade, que acontecerá no Circuito de Jarama, em Madrid

&nbsp

Scroll To Top