Sexta-feira , Julho 19 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Temporada terminada para o Abu Dhabi Total WRT !
Temporada terminada para o Abu Dhabi Total WRT !

Temporada terminada para o Abu Dhabi Total WRT !

 

 

Com três carros à chegada do Rali da Grã-Bretanha, foi o cair do pano para o Abu Dhabi Total WRT. Quintos, Kris Meeke e Paul Nagle obtiveram o melhor resultado para a equipa no fim-de-semana, enquanto Stéphane Lefebvre e Gilles de Turckheim marcaram os pontos correspondentes ao nono lugar. Finalmente, Quentin Gilbert e Renaud Jamoul terminaram o seu primeiro rali num WRC na 17ª posição. Pontuado por duas vitórias, em Portugal e na Finlândia, o programa de 2016 do Abu Dhabi Total WRT contribuiu para preparar o regresso oficial da Citroën Racing a partir de 2017.

 

Após dois longos dias, a terceira e última Etapa do Rali da Grã-Bretanha até poderia parecer fácil de enfrentar. Todavia, ainda faltavam percorrer seis curtas Especiais : Clocaenog, Brenig e Alwen, todas disputadas por duas vezes, durante a manhã.

 

Com as distâncias na classificação geral perfeitamente definidas, as equipas do Abu Dhabi Total WRT partilhavam o mesmo objetivo: ganhar experiência, divertir-se e chegar ao final a prova!

 

Em estradas ainda e sempre muito escorregadias, apesar da ausência da chuva, os pilotos dedicaram-se a um jogo de equilibristas. Com uma ordem de partida bem menos favorável que nos dias anteriores, Kris Meeke, Stéphane Lefebvre e Quentin Gilbert assinaram tempos muito próximos dos que os pilotos em luta pela vitória estavam a fazer. Por exemplo, em Clocaenog 2, Kris assinou o segundo melhor crono.

 

Terminada a Power Stage de Brenig, as equipas dirigiram-se para a antiga estância balneária de Llandudno, para o pódio final. Tratou-se de um momento muito especial, marcando ao mesmo tempo o fim da temporada de 2016 e o início da contagem decrescente para o Rali de Monte Carlo de 2017.

 

No próximo ano, Kris Meeke / Paul Nagle, Stéphane Lefebvre / Gabin Moreau e Craig Breen / Scott Martin serão os pontas de lança da equipa Citroën Racing, no regresso oficial da Marca ao mais alto nível dos ralis mundiais.

 

O QUE ELES DISSERAM

Yves Matton (diretor da Citroën Racing: «Tenho a agradecer aos nossos parceiros Abu Dhabi e Total, que tornaram possível este programa de oito provas europeias do WRC. Parabéns também à equipa PH Sport, que assegurou a preparação dos carros com um excelente nível de qualidade. Esta época permitiu ao Kris Meeke, Craig Breen e Stéphane Lefebvre aumentarem a sua experiência e manter o ritmo de competição, numa fase em que estivemos a desenvolver o novo Citroën C3 WRC. As duas vitórias do Kris aumentaram para 96 o número de sucessos da Citroën no WRC, o que, de longe, constituiu um recorde. Em conclusão, o nosso programa permitiu-nos enriquecer a nossa base de dados técnicos. Tudo o que foi positivo ou negativo permitiu-nos preparar ainda melhor o regresso da Citroën a partir de 2017.»

 

Kris Meeke: «Fizémos uma temporada fantástica! Para mim foi muito importante continuar a fazer ralis, tendo em vista 2017. Conquistámos duas vitórias, em Portugal e na Finlândia, mas mostrámos igualmente um elevado nível de performance no Monte Carlo, na Suécia e na Córsega. Aqui, dei o meu melhor e estou satisfeito com as minhas prestações nestas condições. Foi o fim de um período muito especial para mim, pois estas três últimas temporadas permitiram-me conquistar o meu lugar ao mais alto nível. Mas estou já ansioso pelo começo da próxima época!»

 

Stéphane Lefebvre: «Estou satisfeito por ter chegado ao fim sem cometer um erro. Esta terceira Etapa permitiu-me encontrar um bom ritmo. Para isso, tivemos que evoluir as minhas afinações. Com mais motricidade, encontrei mais confiança ao volante. E com uma ordem de partida menos desfavorável, fui capaz de obter bons tempos, aproximando-me do Kris. Fiquei admirado, pois esperava estar mais longe dos melhores ontem. Isso é evidentemente muito importante para o futuro, e, agora, mal posso esperar por retomar o volante do Citroën C3 WRC.»

 

Quentin Gilbert: «O meu principal objetivo era estar presente à chegada. Depois, quis fazer uma progressão regular ao longo de toda a prova. Algumas Especiais eram melhores que outras, e pude fazer aqui melhores termpos, mas globalmente fiquei com a sensação do dever cumprido, neste meu primeiro rali com um WRC. Penso que o meu melhor dia foi hoje. Mesmo assim, as condições eram ainda muito difíceis. Quero agradecer a toda a equipa Abu Dhabi Total WRC, que tudo fez para nos dar as melhores condições ao longo deste fim-de-semana.»

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL OFICIOSA

1º Ogier / Ingrassia (VW Polo R WRC), 3h14m30,2s

2º Tanak / Molder (Ford Fiesta RS WRC), a 10,2s

3º Neuville / Gilsoul (Hyundai i20 WRC), a 1m35,4s

4º Paddon / Kennard (Hyundai i20 WRC), a 1m54,9s

5º Meeke / Nagle (DS 3 R WRC), a 2m35,2s

6º Sordo / Martí (Hyundai i20 WRC), a 4m02,6s

7º Latvala / Anttila (VW Polo R WRC), a 4m28,3s

8º Ostberg / Floene (Ford Fiesta RS WRC), a 4m38,3s

9º Lefebvre /de Turckheim (DS 3 WRC), a 7m12,2s

10º Camilli / Veillas (Ford Fiesta RW WRC), a 8m19,3s

(…)

17º Gilbert / Jamoul (DS 3 WRC), a 11m56,5s

 

Scroll To Top