Quinta-feira , Agosto 22 2019
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Tiago Monteiro enfrentou dificuldades na Hungria
Tiago Monteiro enfrentou dificuldades na Hungria

Tiago Monteiro enfrentou dificuldades na Hungria

 

Não há memória de um fim-de-semana tão complicado como aquele que Tiago Monteiro viveu na Hungria, na segunda jornada do FIA WTCR by Oscaro. Depois do dia de ontem atípico, com qualificação e corrida 1 muito aquém das expectativas, o segundo dia de competição, realizado hoje, viria a não revelar-se melhor em termos de resultados. Tiago voltou a ter uma qualificação imprópria, muito devido a um erro de estratégia que não lhe permitiu fazer três voltas rápidas como todos os outros pilotos que culminou com a 21ª posição da grelha.

Os resultados pareciam assim, predestinados ao fracasso. Na primeira prova, com indícios de chuva e depois de uma escolha de pneus acertada, Tiago fez um excelente arranque, estava a ganhar duas a três posições por curva, quando foi abalroado por um adversário que o fez entrar em pião. Os danos no carro ditaram o abandono. A equipa recuperou o Honda Civic Type R TCR a tempo do terceiro confronto. Novo 21º lugar da grelha, muitas lutas, recuperação de posições até ao 16º lugar, cruzando a linha de meta com o ‘safety-car’ em pista nesta posição.

“Não há muito que possa dizer depois de um fim-de-semana destes. Quando as qualificações correm mal dificilmente as corridas são fáceis. O ínfimo detalhe faz toda a diferença num campeonato tão competitivo como o que temos este ano. Tenho pena, porque depois do infortúnio de ontem fizemos modificações no carro que pareciam estar a resultar, mas ficar privado de uma terceira volta rápida ditou o resultado. Com o andamento que estava chegaria certamente à Q2 e daí em diante tudo poderia acontecer. Estar na cauda do pelotão é quase como entrar numa guerra. As lutas são duras e tudo pode acontecer, sobretudo de mau”, começou por referir.

“Na primeira corrida, com a opção de utilizar pneus ‘slics’ na frente e de chuva atrás, estava a dar os seus frutos naquelas condições. Estava a ultrapassar os meus adversários sem grandes problemas. Mas depois, fui abalroado e foi o fim da recuperação. Na segunda, as condições atmosféricas estavam mais estáveis, as lutas continuaram, cheguei a 16º, mas depois o ‘safety-car’ entrou em pista e não houve mais oportunidades para recuperar lugares”, continuou.

“Foi um fim-de-semana muito complicado para mim e para a equipa. Agora vamos ter de pensar nos erros que cometemos, aprender com eles e não voltar a fazê-los. Dificilmente teremos um fim-de-semana tão mau como este, por isso é olhar em frente e trabalhar para a próxima prova”, rematou Tiago Monteiro confiante.

A próxima jornada do WTCR acontece na Eslováquia a 11 e 12 de Maio.

 

Scroll To Top