Sexta-feira , Junho 25 2021
ÚLTIMAS
Home / MONTANHA / TIAGO SANTOS DE REGRESSO AO CAMPEONATO DE MONTANHA
TIAGO SANTOS DE REGRESSO AO CAMPEONATO DE MONTANHA

TIAGO SANTOS DE REGRESSO AO CAMPEONATO DE MONTANHA

Foi no passado fim de semana que Tiago Santos, o piloto de Murça fez o seu regresso ao Campeonato Portugal de Montanha JC Group, ao volante do seu já conhecido Citroen Ax.  Logo na primeira subida de treinos Tiago Santos faria toda a extensão da Rampa de Boticas em 3.25.911 à média de 87,94 km/h, sendo o terceiro classificado em termos da Taça Portugal Clássicos de Montanha.  Na subida seguinte, acaba por conseguir melhorar de forma significativa fazendo 3.19.023 à média de 90,98 km/h, ascendo assim à segunda posição em termos da Taça de Portugal de Clássicos de Montanha. Para a terceira subida de treinos da Rampa de Boticas, Tiago Santos fica pelos 3.20.572 , isto à média de 90,28n km/H, passando de novo à liderança da Taça Portugal de Clássicos de Montanha.

 

Já na primeira subida oficial de prova, Tiago Santos faz um crono de 3.17.409 à média de 91, 72 km/h, sendo o segundo classificado em termos da Taça de Portugal Clássicos de Montanha.

 

Depois duma noite para retemperar forças para pilotos e as suas máquinas, o dia começou com muito mau tempo com muita chuva, e frio, o que logicamente veio acrescentar   dificuldades aos pilotos no domínio das máquinas por cima ainda com piso molhado, e escorregadio, onde na primeira subida da manha, na quinta subida  em termos desta edição da Rampa de Boticas, fez um tempo de 3.35.240 à média de 84,12 km/h, ascendendo  assim á liderança da categoria .Já  a segunda subida oficial de prova, já disputada com nuvens espessas, e piso húmido, mas sem chuva , levou a que Tiago Santos conseguisse fazer um tempo de 3.31.320 à média de 85,68 km/h, sendo o 2º classificado em termos da categoria.  Para a derradeira subida, já disputada debaixo de raios de sol e  com piso quase seco, Tiago Santos faz um tempo de 3.24.698 à média de 88,46 km/h, sendo assim o segundo classificado em termos da Taça de Portugal de Clássicos de Montanha.

 

No final na altura em que saia do parque fechado, resumiu assim a sua prova, dizendo “ correu bem, falta-me ritmo, pois estive muito tempo parado.  O carro esteve bem, mas a chuva não deu facilidades, mas fomos ao pódio, o que foi excelente, colhi os primeiros pontos para o Campeonato, e agora vamos lá ver se vamos participar na Rampa Serra da Estrela”, conclui Tiago Santos

&nbsp

Scroll To Top