Quarta-feira , Julho 24 2019
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Toby Price estreia-se a vencer o Dakar
Toby Price estreia-se a vencer o Dakar

Toby Price estreia-se a vencer o Dakar

Toby Price entrou no lote restrito de pilotos que venceu o Dakar. O piloto da KTM apenas precisou de terminar no quarto posto a derradeira etapa da prova, para garantir o seu primeiro triunfo na prova e o 15º consecutivo para a KTM. Price demonstrou ao longo das 13 etapas toda a sua rapidez, tendo vencido cinco tiradas. É o primeiro australiano a vencer a maior prova de todo-o-terreno do mundo, logo na sua segunda tentativa, e o primeiro não latino a conseguir esse feito.

No segundo lugar da classificação ficou Stefan Svitko, que assim conquistou o seu primeiro pódio no Dakar. O piloto eslovaco, apesar de ser um privado, fez frente aos homens das marcas oficiais, tendo demonstrado toda a sua regularidade e rapidez ao longo da prova.

O último lugar do pódio ficou nas mãos de Pablo Quintanilla, que assim dá à Husqvarna um pódio no ano em que a marca sueca participou a nível oficial no Dakar. O piloto chileno garantiu esta posição ao vencer a última etapa da prova, naquela que foi a sua primeira vitória em etapas no Dakar.

Kevin Benavides terminou a prova no quarto posto. O piloto argentino foi o melhor representante da Honda e estreante na prova. Benavides ainda viu a sua posição ameaçada por Hélder Rodrigues ao longo da derradeira etapa, no entanto, uma forte ponta final da tirada permitiu segurar o quarto posto.

O melhor representante luso no Dakar foi Hélder Rodrigues. O piloto da Yamaha fecha a prova no quinto lugar e com uma vitória numa tirada. Na última etapa, o piloto de Almargem do Bispo foi o terceiro mais rápido, fechando assim uma segunda semana de competição onde esteve a grande nível. Foi o sétimo top 5 de Hélder Rodrigues em 10 participações no Dakar.

No sexto lugar ficou Adrian Van Beveren. O estreante francês foi muito consistente durante a prova, tendo como recompensa um saboroso sexto posto. Seguiram-se Antoine Meo e o regular Gerard Farrés.

Já Ricky Brabec ficou com a nona posição. O ‘Sr. Bajas’ desiludiu na primeira semana da prova, mas na segunda metade exibiu-se a um bom nível, demonstrando que se adaptou rapidamente a uma prova como o Dakar. No final, o estreante norte-americano foi mesmo o melhor representante da HRC.

Na 10ª posição ficou outro estreante, Armand Monléon. O discípulo de Marc Coma tinha prometido que ia atacar na segunda semana do Dakar e o resultado parece estar à vista.  Nota para o facto de quatro estreantes estarem no top 10 do Dakar.

Por fim é de realçar o 68º  posto de Pedro Bianchi Prata. Apesar de se ter debatido com alguns problemas ao longo do competição, o piloto de Marco de Canavezes terminou pela oitava vez a prova em outras tantas participações.

 

Fonte: Motosport

 

Scroll To Top