Quarta-feira , Dezembro 19 2018
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Tripla dos PEUGEOT 3008DKR em modo maratona
Tripla dos PEUGEOT 3008DKR  em modo maratona

Tripla dos PEUGEOT 3008DKR em modo maratona

Os PEUGEOT 3008DKR assinaram na 8ª Etapa a sua terceira tripla no Dakar 2017. No final de uma Etapa Maratona encurtada, Sébastien LOEB, Stéphane PETERHANSEL e Cyril DESPRÉS monopolizam os 3 primeiros lugares da Classificação Geral. Um pódio 100% na posse do Team Peugeot Total, agora com a dupla LOEB / ELENA no lugar mais alto.

 

 

  • Os três PEUGEOT 3008DKR que se mantêm em prova deixaram a sua marca na Etapa-Maratona do Dakar 2017, rubricando os três melhores tempos na 8ª Etapa. Com 4h11m2s, Sébastien LOEB e Daniel ELENA colocaram-se no topo da Classificação Geral após a jornada de terça-feira, com 1m38s de vantagem face aos seus companheiros Stéphane PETERHANSEL/Jean-Paul COTTRET, os segundos mais rápidos do dia (+3m35s). O esforço de Cyril DESPRES/David CASTERA foi recompensado com o 3º melhor tempo na Etapa (+5m35s), recuperando, assim, o 3º lugar da Geral, tendo 6m19s de vantagem sobre Nani ROMA/Alex HARO BRAVO.

 

  • De acordo com os regulamentos do Dakar para as Etapas-Maratona, não foram permitidos serviços de assistência no parque fechado/bivouac de ontem, em Uyuni, tendo as próprias equipas (piloto/navegador) de se encarregar de todo esse trabalho. Todas as três equipas do Team Peugeot Total se envolveram na assistência e reparação dos seus PEUGEOT 3008DKR. LOEB e ELENA, a agora dupla líder da prova, tiveram mesmo de mudar a bomba da direção assistida do seu carro. Seja como for, todos fizeram bem o seu trabalho, pois a Peugeot Sport arrecadou os três lugares do pódio desta 8ª Etapa.

 

  • O mau tempo dos últimos dias continua a deixar marcas nesta 39ª edição do Dakar, forçando os organizadores a encurtar as duas secções cronometradas da 8ª Etapa, passando de 492 km para 417 km, e a permitir, a título excecional, a intervenção das equipas de assistência entre as duas Especiais. Depois disto, já no troço de ligação em direção a Salta (Argentina), os concorrentes viram o seu percurso bloqueado por um deslizamento de terras, situação que levou ao cancelamento da 9ª Etapa. Prevê-se que os veículos de assistência apenas consigam chegar ao destino, no extremo norte da Argentina, já durante a noite.
  • CLASSIFICAÇÂO NA 8ª ETAPA
    1. LOEB Sébastien (FRA) / ELENA Daniel (MON), PEUGEOT 3008DKR, 04h11min02sec
      2. PETERHANSEL Stéphane (FRA) / COTTRET J-P. (FRA), PEUGEOT 3008DKR , + 03min35sec
      3. DESPRES Cyril (FRA) / David CASTERA (FRA), PEUGEOT 3008DKR, + 05min13sec
      4. HIRVONEN Mikko (FIN) / PERIN Michel (FRA), Mini, + 08min14sec
      5. DE VILLIERS Giniel (ZAF) / VON ZITZEWITZ Dirk (ZAF), Toyota Hilux, +11min57sec

     

    CLASSIFICAÇÂO GERAL APÓS A 8ª ETAPA (provisória)

    1. LOEB Sébastien (FRA) / ELENA Daniel (MON), PEUGEOT 3008DKR, 20h10min05sec
      2. PETERHANSEL Stéphane (FRA) / COTTRET J-P. (FRA), PEUGEOT 3008DKR , + 01min38sec
      3. DESPRES Cyril (FRA) / David CASTERA (FRA), PEUGEOT 3008DKR, +17min17sec
      4. ROMA Nani (ESP) / HARO Bravo (ESP), Toyota Hilux, + 23min36sec
      5. HIRVONEN Mikko (FIN) / PERIN Michel (FRA), Mini, + 53min41sec …

     

     

    EM DIRETO DO BIVOUAC

     

    Sébastien LOEB (PEUGEOT 3008DKR #309)

    Vencedor da Etapa / 1º da Geral

    «Na noite anterior, em Uyuni, tivemos de fazer a assistência ao nosso carro. Ajudei o Daniel até perto das 11 da noite, antes de ir dormir. A primeira parte desta etapa correu-nos bem e o nosso carro parecia um relógio. As condições estavam longe de ser as ideais e atravessámos zonas com grandes poças de água com mais de 600 metros de comprimento. O Stéphane foi um pouco mais rápido do que nós durante a secção fora-de-estrada inicial, mas recuperámos quando o piso mudou para pistas mais convencionais. Demos o nosso melhor para ganharmos tempo e distância, mas depois batemos numa pedra escondida e furámos, a apenas 80 km do final. Contudo, conseguimos vencer a Etapa e estamos de volta ao 1º lugar da Geral. Vamos arrancar em primeiro lugar na Etapa, mas já sabemos que a navegação vai ser tão ou mais difícil. Ainda estamos na luta e, na verdade, é isso que conta, muito embora o Stéphane esteja muito perto. Ele está a andar bem, portanto vamos ter de manter o nosso esforço sem cometer quais erros. O Daniel está muito eficaz nas notas, mesmo em fora de estrada. Está tudo a correr bem, mas isto esta longe de terminar…»

     

    Stéphane PETERHANSEL (PEUGEOT 3008DKR #300)

    2º na Etapa / 2º na Geral

    «Não foi um dia perfeito para nós. Um furo logo no início, com cerca de 120 km percorridos, acabou por nos custar três minutos e permitiu ao Sébastien ultrapassar-nos pelo caminho. Arrancámos no seu encalço logo a seguir, mantendo-nos fora da projeção de poeira levanta pelo seu carro. Acabámos por perder um pouco mais de três minutos. Mesmo assim, estou muito satisfeito com o meu tempo na Etapa, pois quase 300 km do percurso pareciam pistas do WRC. Não estivemos muito mal e estamos satisfeitos por não termos perdido mais tempo. Já não estamos à frente, mas vamos fazer o nosso melhor para andar mais depressa durante as próximas etapas. Todos os três Peugeot estão de volta ao pódio provisório, naquilo que é uma posição confortável para se estar. Fiquei desiludido com a anulação da Especial de ‘Super Belen’ desta quarta-feira, já que teria sido uma boa Etapa para nós e uma oportunidade para contra-atacar.»

     

     

    Cyril DESPRES (PEUGEOT 3008DKR #307)

    3º na Etapa / 3º na Geral

    «Na noite anterior tivemos de resolver um problema num triângulo inferior da suspensão causado por uma folga numa rótula. Decidi que era melhor substituirmos essa peça, pelo que eu e o David acabámos por ir dormir já bem tarde, mas pela manhã estávamos em forma. Apanhámos um grande susto quando entrámos em ‘aquaplaning’ numa zona repleta de água. A força foi tal que a porta do David abriu e ele acabou por tomar um duche inesperado! Não tivemos nenhum problema na segunda secção, que mais parecia um troço do WRC, portanto, bem longe de ser o nosso piso preferido. Arrancamos com seis minutos de atraso em relação ao Nani ROMA, mas terminámos a etapa com quatro minutos de vantagem sobre ele, por isso estamos contentes com o nosso dia.»

     

     

    Nota: devido a condições atmosféricas extremas, que provocaram um aluimento de terras no troço final de ligação a Salta (final da 8ª Etapa), a organização viu-se obrigada a anular a 9ª Etapa, reagrupando a caravana do Dakar em Chilecito (Argentina), para a 10ª Etapa, a disputar na quinta-feira.

 

Scroll To Top