Sexta-feira , Dezembro 4 2020
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Ventura vence em casa
Ventura vence em casa

Ventura vence em casa

Ao vencer a terceira prova do campeonato nacional de enduro, realizada este fim‑de‑semana em Góis, Diogo Ventura tornou-se no terceiro piloto a vencer neste ano de 2020, regressando ao degrau mais alto do pódio no campeonato, o que não acontecia desde o fecho da época 2019 quando no Marco de Canavezes venceu a prova e assinou o título que defende neste ano de 2020.

Após as vitórias de Hugo Basaula em Vila Nova de Santo André e Rui Gonçalves nos dois dias realizados na Régua o piloto de Góis juntou-se à lista de vencedores do campeonato e lançou novamente a luta pelo título pois Rui Gonçalves esteve ausente e não defendeu os dez pontos de vantagem que tinha no topo da tabela classificativa da classificação absoluta. Globalmente foram 221 os pilotos que estiveram em Góis, naquela que foi a prova que marcou o final da primeira metade do ano desportivo.

Com 11 especiais para cumprir aos longo das quatro voltas ao percurso a prova do Góis Moto Clube, que celebrou a sua 15ª edição, este terceiro duelo confirmou novamente que este vai ser um campeonato com decisões muito tardias e depois de Gonçalo Reis assumir a primeira posição na especial de abertura (Xtreme), Diogo Ventura respondeu de imediato na especial seguinte, a primeira Cross Test, vencendo e assumindo o comando da classificação geral que não mais largou até ao regresso definitivo ao Parque Fechado. O piloto de Góis, naturalmente muito apoiado pelo seu público, não defraudou expectativas e venceu por mais três vezes ao longo do dia, tantas quantas aquelas que venceu igualmente Gonçalo Reis que fechou o dia na segunda posição a pouco mais de 18 segundos de Diogo Ventura.

Na lista de vencedores nesta jornada também Hugo Basaula inscreveu o seu nome, mas o vencedor da primeira ronda assegurou a sua primeira vitória apenas na terceira passagem pela Cross Test, vencendo ainda mais uma vez antes do final da jornada para ser terceiro a mais de uma minuto e 40 de Ventura. Tomás Clemente foi o quarto na geral- depois de passar João Lourenço na derradeira especial da prova – desta feita sem vencer nenhuma especial, feito que foi alcançado pela primeira vez este ano por Manuel Teixeira, o melhor na terceira Xtreme.

Na Open Gonçalo Sobrosa deixou para trás a prova da Régua e reagiu da melhor forma assinando a vitória em termos de classificação geral da categoria e também da classe Open 1, com Ricardo Damil a ser o melhor em Open 2. Gil Carmo foi o primeiro entre o sempre numero pelotão dos Verdes, sendo igualmente o vencedor na Verdes 1 pela terceura vez consecutiva – não venceu em Vila Nova de Santo André. Filipe Taniko manteve a invencibilidade no campeonato e foi o melhor na Verdes 3 com João Pereira a conseguir a sua primeira vitória do ano depois de duas presenças no pódio dos Verdes 2 nas duas etapas anteriores.

Rita Vieira regressou às vitórias no campeonato – o que não acontecia desde Vila Nova de Santo André em 2019 – ao ser a melhor nas Senhoras com pouco mais de 9 segundos de diferença para Joana Gonçalves, terminando esta na frente de Bruna Antunes. No Veteranos foi Manuel Moura quem venceu pela terceira vez esta temporada, fechando o dia de Góis na frente de Hélder Ribeiro e Bianchi Prata. Na Youth Cup venceu Miguel Moura com menos de dois segundos face a Gonçalo Salgado e Gonçalo Jesus, este a mais de dois minutos e meio de Moura. Paulo Miranda assinou novamente uma vitória nos Super-Veteranos, a quarta do ano, fechando o dia com pouco mais de 53 segundos de vantagem sobre Óscar Miguel e menos de um minuto face a Diogo Salema que fechou o pódio.

A próxima ronda do campeonato realiza-se nos dias 4 e 5 de Abril em Fafe e será a segunda e última prova do ano com dois dias de duração no calendário 2020.

 

Scroll To Top