Quarta-feira , Abril 8 2020
ÚLTIMAS
Home / RALI / Vitória de Ruairi Bell / Darren Garrod na festa do título de Daniel Berdomás / David Rivera
Vitória de Ruairi Bell / Darren Garrod na festa do título de Daniel Berdomás / David Rivera

Vitória de Ruairi Bell / Darren Garrod na festa do título de Daniel Berdomás / David Rivera

 

 

Prolongou-se mesmo até final a indefinição relativamente ao vencedor deste Rally RACC – Catalunya/Costa Daurada (Rally de España), 5ª prova da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019, jornada que veio, também, a consagrar os Campeões desta segunda edição da copa.

Depois de uma luta sem quartel pelo 1º lugar, os britânicos Ruairi Bell / Darren Garrod venceram este rali do WRC, estrando-se no lugar mais alto do pódio. No final, bateram por 29 segundos os locais Josep Bassas / Axel Coronado, defendendo estes um muito suado 2º lugar já em cima da meta, já que apenas 1 segundo os separou dos 3ºs classificados, os portugueses Carlos Fernandes / Nuno Mota Ribeiro.

Com maiores razões para festejar, Daniel Berdomás e David Rivero confirmaram a conquista virtual do título de Campeões da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019, com um 6º lugar à geral, posição suficiente para lhes dar os pontos necessários para abordarem, sem pressão, a última prova do ano, que decorrerá nas cercanias de Madrid, em finais de novembro.

 

A segunda e última secção competitiva deste Rally RACC – Catalunya Costa Daurada (Rally de España), prova pontuável para a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, iniciou-se em total indefinição para com o seu resultado final: Georg Linnamäe e Volodomyr Korsia partiam para os troços da tarde com uma vantagem mínima de 1,6 segundos face a Josep Bassas e Axel Coronado, eles que tinham Ruairi Bell e Darren Garrod a apenas 3 décimos de segundo atrás de si.

 

Esse era o top-3 a que também pretendiam subir Carlos Fernandes e Nuno Mota Ribeiro, apenas distando 10 segundos do 1º lugar. Quanto aos maiores pretendentes ao título, Daniel Berdomás e David Rivero eram, nesta altura, apenas 10ºs classificados, posição que não lhes garantia antecipadamente os títulos. Mas muito iria acontecer nesta secção da tarde, num rali que continuou a ter uma dose significativa de desenvolvimentos.

 

Seguindo o alinhamento inicial, os 7 km da ES4 (Gandesa) abria a contenda e, tal como havia acontecido de manhã, foram os portugueses Pedro Antunes e Mário Castro a registar o melhor tempo, até melhorando o crono que haviam feito na primeira passagem. Secundaram-nos aqui as duplas Sergi Francolí / Maria Salvo e Linnamäe / Korsia, conseguindo, estes últimos, ampliar a liderança do rali a quase 6 segundos, já que os espanhóis Bassas / Coronado não foram além do 5º melhor tempo.

 

A dupla portuguesa Antunes / Castro repetiria o feito nos 19 km da ES5 (Horta-Bot), um troço onde os britânicos Bell / Garrod assinavam a 2ª melhor marca e, melhor do que isso ascendiam ao 1º lugar, tornando-se, assim, nos quartos líderes diferentes desde que o rali se iniciou. Isto também porque os eslavos Linnamäe / Korsia sofriam uma saída de estrada. Já Berdomás / Rivera davam, pela primeira vez, um ar da sua graça, assinando o 3º melhor tempo.

 

Já em pleno final de tarde, as formações da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA faziam-se à estrada para os complicados 38,85 km da última especial da prova, o troço de La Fatarella-Villalba, que definiria o ranking final da prova espanhola do WRC para os pequenos Peugeot 208 R2. Na tentativa de alcançar um lugar no pódio, a dupla Fernandes / Ribeiro foi aqui a mais rápida, seguida de Bell / Garrod e de Berdomás / Rivero.

 

 

 

RUAIRI BELL E DARREN GARROD ESTREIAM-SE NO TOPO DO PÓDIO

No final desta 5ª e penúltima prova da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019 seriam, assim, Ruairi Bell e Darren Garrod quem subiria ao lugar mais alto do pódio de consagração em Salou, numa estreia na copa desta dupla britânica, que a disputa desde o ano passado. “Estou muito contente com esta minha primeira vitória na copa”, referiu o piloto, confidenciando que “o segredo deste resultado assenta, em grande parte, numa correta gestão do carro e dos pneus, em troços que estavam muito demolidores e que provocaram furos entre o plantel.”

 

A 29 segundos do vencedor ficaram os espanhóis Josep Bassas / Axel Coronado, que no final resumiram assim a prova: “Achei que dificilmente conseguiria bater o Dani na luta pelo título pelo que, embora inscrito na copa, concentrei-me em terminar o rali e somar o maior número de pontos. No final o 2º lugar até foi um bom resultado, mas revelou-se insuficiente para alcançar o título”, comentou no final.

 

Já os portugueses Carlos Fernandes / Nuno Mota Ribeiro viriam a alcançar o 3º lugar, objetivo a que se propuseram no início desta segunda ronda de troços, mas viriam a terminar a prova a apenas 1 segundo de Bassas. “Foi, de facto, por um segundo que não terminámos no 2º lugar, posição que até seria perfeitamente alcançável, pois até fui o mais rápido nesta ultima especial, mesmo tendo deixado o carro ir abaixo num gancho, ficando parado uns quantos segundos”, comentou o piloto.

 

O top-5 completou-se após as prestações de Ricardo Costa / Sérgio Rocha, eles que subiram ao 4º lugar no derradeiro troço, ultrapassando os espanhóis Delbin Garcia / Cândido Carrera e aproveitando o atraso irremediável de Pedro Antunes / Mário Castro, entretanto a braços com problemas de motor**.

 

DANIEL BERDOMÁS E DAVID RIVERO SÃO OS “CAMPEÕES” DE 2019

Apesar dos problemas no loop da manhã, os 10 pontos somados com o 6º lugar alcançado por Daniel Berdomás e David Rivero foram-lhes suficientes para saírem da Catalunha já virtualmente com os títulos de “Campeões” da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019. “É uma sensação fantástica e um sonho concretizado, depois de um rali que se mostrou muito difícil, fruto do que me sucedeu na ronda da manhã. Foi mesmo o meu pior rali da copa, com imensos problemas, mas no final tudo se compôs e alcançámos os nossos objetivos”, referiu Berdomás. “Este é um título que resultou de um conjunto de fatores que se conjugaram ao longo do ano e do empenho de toda a minha equipa, a quem dou os parabéns. Com este título poderei, também, disputar um rali com um R5 no próximo ano, mas eu quero mais do que só uma prova para poder evoluir na minha carreira nos ralis, sendo que estou a ver com o meu patrocinador a viabilidade desse novo objetivo”, acrescentou aquando da subida ao palanque final.

 

Feitas as contas das diferentes categorias de que compõem a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019, na Copa de Pilotos, Daniel Berdomás soma 103,43 pontos, já não podendo ser apanhado pelos até aqui seus principais adversários ao título na jornada que falta para se completar a presente temporada, em Madrid, onde apenas estarão 30 pontos em discussão (nota: 25 referentes a uma vitória e mais 5 a dividir proporcionalmente aos vencedores das Especiais). Ali a discussão será pelo 2º lugar da copa, numa batalha a travar entre Josep Bassas (67,71 pontos), Ruairi Bell (65,00) e Carlos Fernandes (63,54).

 

Também nos Navegadores as primeiras posições ficam definidas, com David Rivera a totalizar 103,43 pontos, enquanto Darren Garrod soma 65 pontos. Na taça de Equipas, a Inside passa a contabilizar 104 pontos, tendo apenas 1 ponto de vantagem sobre a TRS Rally Team (103 pontos). A GC Motorsport mantém o 3º lugar, com 92 pontos.

 

A PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019, organização da Peugeot Portugal e Peugeot Espanha, com o patrocínio da Huawei, Vodafone, Pirelli e Total e o apoio logístico da Sports & You, completar-se-á com o Rallye Comunidad de Madrid, prova que decorrerá nos arredores da capital espanhola, entre os dias 23 e 24 de novembro

 

 

 

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL (provisória)*

1º Ruairi Bell / Darren Garrod, 1h36m14,7s – nota: 1º Junior Cup

2º Josep Bassas / Axel Coronado, a 29,0s

3º Carlos Fernandes / Nuno Mota Ribeiro, a 30,0s

4º Ricardo Costa / Sérgio Rocha, a 1m23,4s

5º Delbin Garcia / Cândido Carrera, a 1m47,4s

6º Daniel Berdomás / David Rivero, 2m18,0s

7º Sergi Francolí / María Salvo, a 2m34,4s

8º José Luís Pelaez / Rudolfo del Barrio, a 3m22,7s

9º Paulo Moreira / Marco Macedo, a 8m05,9s

10º Miquel Labarias / Jordi Sanchez, a 9m48,3s

11º Pedro Antunes / Alexandre Rodrigues, a 10m22,5s**; 12º Georg Linamäe / Volodomyr Korsia, a 13m01,8s***; 13º Nabila Tejpar / Hugo Magalhães, a 14m09,1s – nota: 1º Ladies Cup.

Abandonos: Ramon Cornet / Dani Noger (avaria após ES3); Georg Linamäe / Volodomyr Korsia (saída de estrada na ES5)**; Santiago García Paz / Néstor Casal (avaria na ES5); Pedro Antunes / Mário Castro (motor na ES6)**.

Todos em Peugeot 208 R2

* Dependente da publicação das Classificações Oficiais por parte da organização.

** Apesar de terem desistido, surgem nas Classificações Provisórias, após a ES6.

 

Scroll To Top