Sábado , Julho 20 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Volkswagen domina primeira etapa em casa (por Ricardo Nascimento)
Volkswagen domina primeira etapa em casa (por Ricardo Nascimento)

Volkswagen domina primeira etapa em casa (por Ricardo Nascimento)

Num dia solarengo entre as vinhas alemãs, os troços do Rallye Deutschland estava em excelentes condições para quem ia em primeiro na estrada. Após os primeiros cinco carros, os troços ficavam com muita terra solta devido aos cortes, o que provocou calafrios e falta de confiança nas travagens para muitos pilotos.
Sébastien Ogier deu um toque na primeira especial, mas não o impediu de ser o mais rápido e assumir a liderança. Passou para segundo a meio da manhã, mas recuperou a liderança no inicio da segunda secção, sendo o mais rápido em sete das oito especiais disputadas.Apesar de sentir o carro a fugir de frente no inicio da manhã, Jari-Matti Latvala conseguiu vencer uma especial e passar pela liderança na terceira e quarta especial. À tarde, o finlandês não conseguiu ser tão rápido quanto foi Ogier, mas Latvala está a fazer um grande rally, obrigando o francês a ter de andar muito depressa.Depois do grande acidente na Finlândia, Andreas Mikkelsen está a fazer uma prova com algumas cautelas, mas mesmo assim, começa a ficar isolado na terceira posição, num excelente resultado da Volkswagen.
Ao ser sexto na estrada, Kris Meeke já apanhava muita terra em algumas curvas. Na segunda especial da segunda secção, o britânico não evitou uma saída de estrada numa zona suja, danificou a suspensão dianteira, caindo para fora do top 20, quando estava a 7,4s de Mikkelsen na quarta posição.

Thierry Neuville e Dani Sordo estão envolvidos numa grande luta pela quarta posição. O espanhol tinha o Hyundai a escorregar de frente durante a manhã e o belga teve de efetuar as passagens de caixa com a alavanca na derradeira especial. Os dois companheiros de equipa estão separados por apenas 1,9s, com vantagem para Sordo.

Elfyn Evans chegou a passar pela quinta posição, mas ficaria sem travão de mão na terceira especial, baixou duas posições e depois subiu para sexto após o erro de Meeke.

Ott Tänak bateu na primeira especial, recuperou seis posições ao longo do dia e terminou-o com mais 5,7s do que o seu companheiro de equipa, na sétima posição.

Hayden Paddon mudou o diferencial dianteiro na assistência, mas nunca conseguiu melhor do que a oitava posição. No entanto, o neozelandês está a pressionar os dois pilotos da M-Sport, com apenas mais 3,6s do que Tänak.

Mads Østberg estava sem ritmo durante a manhã, perdendo quase 1 minutos só nos troços matinais. À tarde esteve um pouco melhor, mas não conseguiu melhor do que a nona posição, estando a 13,3s de Elfyn Evans que é o sexto classificado.

Stéphane Lefebvre está radiante no seu primeiro rally com um World Rally Car, onde chegou a ocupar a oitava posição. O jovem francês desceu alguns lugares no final da manhã, mas viria a recuperar até à décima posição.

Kevin Abbring tinha o carro com alguns problemas durante a manhã. Mudou a caixa de velocidades na assistência, ficando com o carro muito melhor nos restantes troços.

Martin Prokop não entrou mal no rally, mas acabaria por ter duas saídas de estrada na sexta especial e dar um toque num árvore.

Robert Kubica penalizou 5 minutos por trocar o motor antes do inicio do rally e depois acabou por ir “colher umas uvas”, sendo obrigado a parar para retirar o pára-brisas e efetuar os restantes troços com óculos de proteção.

A última vez que Jan Kopecký competiu na Alemanha foi em 2007, mas para o piloto checo parece que não se esqueceu como eram as especiais, estando a liderar o WRC2 desde o inicio, com mais de 1 minuto de vantagem para o segundo classificado.

Armin Kremer ficou parado numa ligação quando era segundo, Esapekka Lappi saiu de estrada na segunda especial quando era terceiro e Bryan Bouffier que estava nos primeiros lugares da classe RC2, deu um toque num muro onde danificou a direção.

Com estes precalços, Craig Breen subiu à segunda posição no WRC2, a mais de 1 minuto de atraso para Kopecký e deixou Eric Camilli aproximar-se um pouco, depois de ter feito um pião na quinta especial.
Depois do melhor tempo no Shakedown, Nasser Al-Attiyah bateu na primeira especial, mas recuperou várias posições durante o dia, sendo sexto no WRC2.

Romain Dumas é líder destacado na classe RGT, com François Delecour a ficar com um problema no diferencial no inicio da tarde e depois ficou parado na derradeira especial com uma fuga de água.

dia 1

 

Scroll To Top